Me Engana Que Eu Gosto (part. Roberto Ribeiro)

Marquinhos Satã

Eu gosto, me engana
Me engana, me engana, me engana
Que eu gosto, que eu gosto

Quem é carioca esta satisfeito
Pois esse é o jeito pra quem reclamar
Se é bom o governo é bom o prefeito
Cidade tranqüila como essa não há
O meu capital está sempre sobrando
Não sei até quando ele vai ser assim
Por mais que eu gaste
Esta sempre aumentando
Por mais que eu gaste
Nunca chega ao fim

Eu gosto, me engana
Me engana, me engana, me engana
Que eu gosto, que eu gosto

A turma do rock se diz brasileira
E é sempre a primeira da MPB
Não sofre nenhuma influência estrangeira
É até filiada ao PMDB
Vi Chico Buarque na feira em Caxias
Caetano Veloso em Maria Angú
Gal Costa passeando em Madureira
Maria Bethânia sambando em Bangú

Eu gosto, me engana
Me engana, me engana, me engana
Que eu gosto, que eu gosto

Se chego em casa atrasado e de porre
Minha nêga morre de satisfação
Não faz cara feia e até me penteia
Pois não tem ciúmes aqui do negão
Eu sou gente boa
Sou gente pacata
Mas sou quem desata o nó no final
E tudo o que digo sem eira nem beira
É só brincadeira
É Fundo De Quintal, pois é!

Eu gosto, me engana
Me engana, me engana, me engana
Que eu gosto, que eu gosto

Composição: Marquinhos Satã / Nivaldo Duarte / Serginho Do Cavaco
Enviada por Kaique. Revisão por Kaique.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Marquinhos Satã

Ver todas as músicas de Marquinhos Satã