Válvula de Escape

Mariana Fagundes

Será que já se acostumou
Com a sua nova casa
E as paredes de outra cor

Será amor ou só disfarce
Na hora da carência
Sua válvula de escape

Sempre que briga fala no meu nome
Ela sente raiva, faz a mala e some
Ao invés de lamentar você sussurra: Ufa!

Você se toca e meu telefone toca
Grita desesperadamente: volta, volta, volta
Você se toca e meu telefone toca
Grita desesperadamente: volta, volta, volta


Posts relacionados

Ver mais no Blog