Sorri Pra Mim

Maneva

Sorri pra mim
Quando encontro a janela da tua alma aberta nada é ruim

Esqueço até esse mundo de defeitos no qual sempre vivi
Tento fazer que o mesmo seja sempre mais

Não faz assim
Que a água que escoa do seu rosto rega a angústia em mim

Germina a insegurança das minhas flores um sombrio jardim
Que só precisa do teu sol para brilhar

Sem que você, possa esperar, estarei lá contigo

Composição: TALES DE POLLI
Enviada por Fernando. Revisão por Gabriela.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog