Aprenda inglês com a maior plataforma de letra de música da América Latina
Participar

Branda Liberdade

Maneva

Os olhos já não tem cor
No rosto, as marcas de uma vida dura que ele levou
No copo, o fogo que acalenta a dor
Nos olhos, a fumaça camufla a paisagem onde reina o terror
Liberdade, ela é branda e velada só de madrugada

Se acaba se o sol já raiou

Verdades não se desfazem com o tempo
Escolhas podem te fazer detento
Seus poros ele doou
Suor, é o vento que move os moinhos que geram valor
Pros bolsos daqueles que matam a cor
Da alma, entorpecendo sonhos que um dia almejar ele ousou
Engrenagens, bem montadas não param usando de graxa
As vidas que escravizou
A vida do trabalhador
Engrenagens, bem montadas não param usando de graxa
As vidas que escravizou
Leva a vida nos ombros caídos
Sem mesmo vê-la passar
Suas feridas não sangram, nem doem
Não podem fazê-lo parar
Mas um dia encontrará a paz
Se Deus quiser
Mas quando ele encontrar a paz

Terá outro em seu lugar

Enviada por Danilo. Revisão por Arthur.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Você não precisa da tradução para entender essa letra!

Participe do evento e aprenda inglês com música

Quero participar

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Maneva

Ver todas as músicas de Maneva