Barulho Dos Teus Carnavais

Maneva

Quando entrou na minha vida
Com a fúria de um vendaval
Tempestade que vem sem sinal
Então tudo era magia
Como uma noite de um carnaval
De um fevereiro que não tem final

Calor que toca o meu rosto
Me perco nas trilhas que compõem teu corpo
Torpor, que continua depois que tu vais
Brigo com a minha mente pra tentar não ficar louco
Fico impregnado com o cheiro do teu corpo
Já nem durmo, sonhando com o barulho dos teus carnavais

Composição: TALES DE POLLI
Enviada por Fernando.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog