Onon Onon

Mamonas Assassinas

Onon era trabalhador
Tirava a hora do almoço pra comer
Na marmita um pão com dois zoião
E um copo geladão de leite C
Onon gostava de badalação
No Faustão ele queria aparecer
Percebendo que não tinha nenhum dom
Então político resolveu ser

Onon
Tome cuidado lhe dizia a sua vó
Não gaste todo seu dinheiro no forró
Meu Deus do céu quando esse moço vai crescer
Onon
Você precisa mesmo é de se casar
Criar juízo e aprender a me respeitar
Não faz careta seu avô vai lhe bater
Ô, Onon onon!

Onon gostava de criança
Então um dia um anjo lhe falou
No programa Porta da Esperança
A presidência da república ganhou
Onon sabia que era importante
Agora é presidente do Brasil
Sua vida já não e como era antes
Passou roupa, passou fome, passou frio

Onon
Tome cuidado lhe dizia a sua vó
Não gaste todo seu dinheiro no forró
Meu Deus do céu quando esse moço vai crescer
Onon
Você precisa mesmo é de se casar
Criar juízo e aprender a me respeitar
Não faz careta seu avô vai lhe bater
Ô, Onon onon!

Onon
Com essa cara de demente Onon
Agora é presidente Onon
Sujeitinho indecente Onon
Na boca não tem nenhum dente Onon

Onon, Onon pra presidente

Enviada por Fernando. Legendado por gabriel. Revisões por 5 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Mamonas Assassinas

Ver todas as músicas de Mamonas Assassinas