Carpe Diem

Maieuttica

Carpe diem!

Você critica, poda e censura
Contornando você burla e abusa
Da boa vontade na razão contida nas palavras
Que não são minhas tampouco tuas

Enquanto eu te aponto aquele ponto
E você continua questionando
Só enxerga o dedo e não além
Do que eu quero te mostrar

Você corrige, usa, finge
Você disfarça e diz não entender
Minhas palavras pontuadas, desmascaradas

Você não percebe a sensibilidade vizinha
Talvez não leia as entrelinhas
E vomita opiniões mesquinhas

Você precisa aprender sem colar
Sem precisar ler ou decorar
Sem que eu precise ao menos te explicar

Você se esquece, carece entender
Que o amor, o meu amor por você
Desbota, faz falta e embota o meu ser

Então pra que se esconder?
Pra que se mudar
E vestir a imagem que tanto enfeita?
Dissimulando a verdade que tanto rejeita

Eu queria ser bem mais que uma fotografia
Pendurada, amassada ou guardada empoeirada
Eu queria ser bem mais que uma fotografia
Pendurada, amassada ou guardada empoeirada

Então pra que se esconder?
Pra que se mudar
E vestir a imagem que tanto enfeita?
Dissimulando a verdade que tanto rejeita

Carpe diem!

Composição: Caléo / Miira
Enviada por Maieuttica. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Maieuttica

Ver todas as músicas de Maieuttica