Rei Dos Reis

Luana Gabriel

Já é o terceiro dia
E não ressuscitou Jesus
Os dois discípulos assim diziam
Andando no caminho de Emaús
Um alvoroço em Jerusalém
A cruz vazia e sangue pelo chão
E o Cristo Jesus ressuscitado, e no vazio do sepulcro a salvação
Um encontro inesperado, da glória com a frustração
A morte lado, a lado com a vida, e o cordeiro, e a decepção
De um lado os homens sem a sua inspiração
Do outro lado forte bramando como leão
A sua presença eu posso sentir
Ele ressuscitou e está vivo e ele está presente aqui

Ressurreto, inabalável, seu poder é incomparável
A verdade o eu sou das nações o desejado
O sobrenatural a rocha eterna, o Deus inexplicável
O grande o eterno o príncipe da paz
Com o aja de sua voz tudo faz e desfaz
Tem autoridade em suas mãos e é o autor da criação
Eu vejo a glória no ambiente inundando este lugar
Se alguém está morto hoje vida ele te dá
Ele subiu ao céu em majestade e prometeu vir nos buscar
Buscar os santos, remidos e no sangue lavadas
Os retos que não vivem uma vida de pecado
Vigiai o noivo vem aí buscar os preparados

Um alvoroço em Jerusalém
A cruz vazia e sangue pelo chão
E o Cristo Jesus ressuscitado, e no vazio do sepulcro a salvação
Um encontro inesperado, da glória com a frustração
A morte lado, a lado com a vida, e o cordeiro, e a decepção
De um lado os homens sem a sua inspiração
Do outro lado forte bramando como leão
A sua presença eu posso sentir
Ele ressuscitou e está vivo e ele está presente aqui

Ressurreto, inabalável, seu poder é incomparável
A verdade o eu sou das nações o desejado
O sobrenatural a rocha eterna, o Deus inexplicável
O grande o eterno o príncipe da paz
Com o aja de sua voz tudo faz e desfaz
Tem autoridade em suas mãos e é o autor da criação
Eu vejo a glória no ambiente inundando este lugar
Se alguém está morto hoje vida ele te dá
Ele subiu ao céu em majestade e prometeu vir nos buscar
Buscar os santos, remidos e no sangue lavadas
Os retos que não vivem uma vida de pecado
Vigiai o noivo vem aí buscar os preparados

Lá vem o rei dos reis, descendo sobre as nuvens
Com um brado de poder, no grande dia iremos ver
Veremos os arcanjos, os anjos adorando
Os salvos se alegrando, a trombeta soando
E ouviremos a mais bela melodia santo, santo, santo
E ouviremos a mais bela melodia santo, santo, santo
E ouviremos a mais bela melodia, santo, santo, santo
Lá vem o rei dos reis!

Composição: Joktã Araújo
Enviada por IDE.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Luana Gabriel

Ver todas as músicas de Luana Gabriel