Bad Apple

Lizz Robinett

Original Tradução Original e tradução
Bad Apple

Ever on and on I continue circling
With nothing but my hate in a carousel of agony
Till slowly I forget and my heart starts vanishing
And suddenly I see that I can't break free, I'm
Slipping through the cracks of a dark eternity
With nothing but my pain and the paralyzing agony
To tell me who I am, who I was
Uncertainty enveloping my mind
Till I can't break free, and

Maybe it's a dream; maybe nothing else is real
But it wouldn't mean a thing if I told you how I feel
So I'm tired of all the pain, of the misery inside
And I wish that I could live feeling nothing but the night
You can tell me what to say; you can tell me where to go
But I doubt that I would care, and my heart would never know
If I make another move there'll be no more turning back
Because everything will change, and it all will fade to black

Will tomorrow ever come? Will I make it through the night?
Will there ever be a place for the broken in the light?
Am I hurting? Am I sad? Should I stay, or should I go?
I've forgotten how to tell. Did I ever even know?
Can I take another step? I've done everything I can
All the people that I see I will never understand
If I find a way to change, if I step into the light
Then I'll never be the same, and it all will fade to white

Ever on and on I continue circling
With nothing but my hate in a carousel of agony
Till slowly I forget and my heart starts vanishing
And suddenly I see that I can't break free--I'm
Slipping through the cracks of a dark eternity
With nothing but my pain and the paralyzing agony
To tell me who I am, who I was
Uncertainty enveloping my mind
Till I can't break free, and

Maybe it's a dream; maybe nothing else is real
But it wouldn't mean a thing if I told you how I feel
So I'm tired of all the pain, of the misery inside
And I wish that I could live feeling nothing but the night
You can tell me what to say; you can tell me where to go
But I doubt that I would care, and my heart would never know
If I make another move there'll be no more turning back
Because everything will change, and it all will fade to black

If I make another move, if I take another step
Then it all would fall apart. There'd be nothing of me left
If I'm crying in the wind, if I'm crying in the night
Will there ever be a way? Will my heart return to white?
Can you tell me who you are? Can you tell me where I am?
I've forgotten how to see; I've forgotten if I can
If I opened up my eyes there'd be no more going back
'Cause I'd throw it all away, and it all would fade to black

Maçã Podre

Sempre em frente eu continuo andando em círculos
Com nada mais que o meu ódio em um carrossel de agonia
Até lentamente eu esquecer e o meu coração começar a desaparecer
E de repente eu vejo que eu não posso me libertar, eu estou
Deslizando pelas rachaduras de uma eternidade sombria
Com nada mais que a minha dor e a agonia paralisante
Para me dizer quem eu sou, quem eu era
Incertezas envolvem a minha mente
Até eu não conseguir me libertar, e

Talvez tudo isto seja um sonho; talvez nada disto seja real
Mas não significaria nada se eu lhe dissesse como eu me sinto
Eu estou tão cansada da dor, da miséria interior
E eu desejo poder viver com nada mais na noite
Você pode me dizer o que falar; você pode me dizer aonde ir
Mas eu duvido que tomaria cuidado, e o meu coração nunca saberia
Se eu fizer outro movimento, não terá mais volta
Porque tudo iria mudar, então, tudo desvaneceria ao preto

O amanhã sempre virá? Eu conseguirei fazer durante a noite?
Sempre haverá um lugar para os quebrados, na luz?
Estou machucada? Estou triste? Deveria ficar, ou deveria ir?
Eu esqueci como dizer, alguma vez eu já soube?
Posso dar mais um passo? Eu tenho feito tudo o que posso
Todas as pessoas que eu já vi, eu nunca entenderei
Se eu achar uma maneira de mudar, se eu caminhar para a luz
Então eu nunca serei a mesma, e tudo desvaneceria ao branco

Sempre em frente eu continuo andando em círculos
Com nada mais que o meu ódio em um carrossel de agonia
Até lentamente eu esquecer e o meu coração começar a desaparecer
E de repente eu vejo que eu não posso me libertar - Eu estou
Deslizando pelas rachaduras de uma eternidade sombria
Com nada mais que a minha dor e a agonia paralisante
Para me dizer quem eu sou, quem eu era
Incertezas envolvem a minha mente
Até eu não conseguir me libertar, e

Talvez tudo isto seja um sonho; talvez nada disto seja real
Mas não significaria nada se eu lhe dissesse como eu me sinto
Eu estou tão cansada da dor, da miséria interior
E eu desejo poder viver com nada mais na noite
Você pode me dizer o que falar; você pode me dizer aonde ir
Mas eu duvido que tomaria cuidado, e o meu coração nunca saberia
Se eu fizer outro movimento, não terá mais volta
Porque tudo iria mudar, então, tudo desvaneceria ao preto

Se eu fizer outro movimento, se eu der mais um passo
Então tudo desmoronaria. Não haveria nada de mim
Se eu estiver chorando ao vento, se eu estiver chorando na noite
Sempre terá uma maneira? Meu coração retornará ao branco?
Você pode me dizer quem você é? Você pode me dizer onde eu estou?
Eu esqueci como ver; eu esqueci se eu posso
Se eu abrir os meus olhos, não terá mais como voltar
Porque eu jogaria tudo fora, e tudo desvaneceria ao preto

Enviada por Larissa e traduzida por Larissa.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog