A Colheita do Feijão

Léo Canhoto e Robertinho

Meu benzinho me espere
Também não desespere logo eu vou lhe buscar
Não sofra minha querida
Você é a minha vida, eu nasci pra lhe adorar
Rezei pra são benedito
Meu feijão está bonito a lavoura está boa
A colheita não tem castigo
Você vem morar comigo para ser minha patroa

Depois da arranca do feijão
Voe pode me esperar
Depois da arranca do feijão
Lhe darei meu coração com você quero me casar.

Composição: Leo Canhoto / Robertinho
Enviada por laelia. Revisão por Jocelio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog