Do Teu Jeito

Leandro Borges

Eu reconheço, sou um vaso imperfeito.
E os meus defeitos não quero esconder de ti. Meu Deus...
Mas me entreguei, em tuas mãos por inteiro.
Agora tu és o meu oleiro, e eu sou um vaso em construção.

Toma os pedaços e faça de novo, conforme a tua vontade.
Quebra este meu vaso e o refaz para tua glória.
Como a luz da aurora que brilha até ser dia perfeito, modela este vaso até que fique do teu jeito.

Composição: Leandro Borges
Enviada por Laila.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog