Algo Que Te Debo

Laura Pausini

Original Tradução Original e tradução
Algo Que Te Debo

Necesito de ti
El poder sentir
Que tu amor bastará
Para resistir

El silencio que me das
Es aquello que
No necesitas de mí
No necesitas de mí

Tú lo sabes muy bien
Yo no sé fingir
El amor que te doy
Sabe percibir

Aquel aura transparente
Que tiene el dolor
Lo has dejado en mí
Y se adhiere a mí

Hoy la ley del tiempo
Me ha traído aquí
Convirtiendo en un engaño
Lo que yo sentí

Te quedas con tu ego y yo no puedo
Darte el mérito
Pero si hay algo que te debo
Si solo hay algo que aún te debo
No soy yo

No me mientas así
No me harás creer
Que tu amor aún está
Cuando ya se fue

El silencio que me das
Es la pregunta que
No necesitas de mí
Cuando te tienes a ti

Hoy la ley del tiempo
Me ha traído aquí
Convirtiendo en un engaño
Lo que yo sentí

Te miro y me convenzo, yo no pienso
Darte el mérito
Pero si hay algo que te debo
Si solo hay algo que aún te debo

Ahora que mi tiempo
Me ha traído aquí
Lo que pago es el engaño
Que te permití

Te quedará tu ego y yo me quedo
Con el mérito
Pero si hay algo que te debo
Si solo hay algo que aún te debo
No soy yo
Es mi adiós
Adiós

El silencio que me das
Será ya aquello que
No necesitas de mí
Porque te tienes a ti

Hoy la ley del tiempo
Se vuelve hacia mí
Y en su voz suena el engaño
Que yo nunca vi

El bien que yo concedo, no lo cedo
Por hipótesis
Porque no hay nada que te debo
Si solo hay algo que aún te debo
Es un adiós
Y no soy yo
Es un adiós

El silencio que me das
Es la certeza que
No necesito de ti
No necesito
No necesito de ti
No te necesito

Algo Que Te Devo

Preciso de você
O poder sentir
Que seu amor será suficiente
Para resistir

O silêncio que você me dá
É aquilo que
Não necessita de mim
Não necessita de mim

Você sabe muito bem
Eu não sei fingir
O amor que te dou
Sabe perceber

Aquela aura transparente
Que tem a dor
Você o tem deixado em mim
E se adere em mim

Hoje a lei do tempo
Me trouxe aqui
Transformando em um engano
O que eu senti

Você fica com seu ego e eu não posso
Dar-te o mérito
Mas se há algo que te devo
Se somente há algo que ainda te devo
Não sou eu

Não me mintas assim
Não me fará acreditar
Que seu amor ainda esta
Quando já se foi

O silêncio que você me dá
É a pergunta que
Não necessita de mim
Quando você tem a ti

Hoje a lei do tempo
Me trouxe aqui
Transformando em um engano
O que eu senti

Te olho e me convenço, eu não penso
Dar-te o mérito
Mas se há algo que te devo
Se somente há algo que ainda te devo

Agora que meu tempo
Me trouxe aqui
O que pago é o engano
Que te permiti

Com você ficará o seu ego e eu fico
Com o mérito
Mas se há algo que te devo
Se somente há algo que ainda te devo
Não sou eu
É meu adeus
Adeus

O silêncio que você me dá
Será já aquilo que
Não necessita de mim
Porque você tem a ti

Hoje a lei do tempo
Se volta para mim
E em sua voz soa o engano
Que eu nunca vi

O bem que eu concedo, eu não cedo
Por hipótese
Porque não há nada que te devo
Se somente há algo que ainda te devo
É um adeus
E não sou eu
É um adeus

O silêncio que você me dá
É a certeza que
Não necessito de você
Não necessito
Não necessito de você
Não te necessito

Enviada por maysa e traduzida por maysa. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Laura Pausini

Ver todas as músicas de Laura Pausini