Mandrake

Kyan (BR)

O papo é reto, pra depois falar que não avisou
Vai rolar o funk, não se empolga
Não dá tiro, que vai ser esculachado, hein

Moleque Mandrake, dia de baile
Vamo cair pra pista e voltar de transalp
Ela gosta de bandido e de nave
O Oito na cinta, no olhar a maldade
No jet cavernoso, sem capa cabuloso
Vou dar tapa na bunda, pra vê se ela late
Cordão no pescoço, no peito tá o croco
Bandido periculoso e disso elas sabe
Pede pra ser assumida, quer ser minha bandida

Me viu de 66, disse que eu sou o toque
Calmô, filha! Você tá na fila
Tem várias puta, querendo tá no nome
Então faz por onde, entra na disputa
Rebola no baile, me ganha com sua bunda
Quer ser minha Bonnie, então me escuta
Me chupa dando fuga dos rocambole
Tirado de bandido, é porque fiz por onde
Quando vê atravessa a rua e esconde o telefone
Neguinho sagaz, que não tinha estudo
E você quando me vê, esconde a bolsa e a filha junto

Não fujo do conflito, muito menos do perigo
Amante do dinheiro e da foda sem compromisso
Preto bandido, nos kit eu tô breck
Nike, Lacoste, sem camisa e Ap Vest
Fica interessante quando você vê o cash
Sente atração com os menó de juliet
Boné de lado, beca jogada
Pensar em nóis te deixa molhada
Preto bandido, nos kit eu tô breck
Nike, Lacoste, sem camisa e Ap Vest

Fica interessante quando você vê o cash
Sente atração com os menó de juliet
Boné de lado, beca jogada
Pensar em nóis te deixa molhada
Boné de lado, beca jogada
Pensar em nóis te deixa (prrr)
Boné de lado, beca jogada
Pensar em nóis te deixa molhada
Boné de lado, beca jogada
Pensar em nóis te deixa molhada

Boné de lado, beca jogada
Te deixa molhada

DJ Mu540 manda pra elas seu filho da

Composição: Kyan
Enviada por Diane.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog