Blood Of Lions

Krisiun

Original Tradução Original e tradução
Blood Of Lions

See me coming from beyond the mortal light
Flying high on the wings of the cursed time
Here it comes like a deadly thunderstorm
Decimating my enemies at dawn

Here I stand and draw a line
My existence remains undivine
Predator of the rising sun, for I fear no one
Ruler of the open steppe, vultures flying upon my path

Blood of lions rushing thru my veins
Pumping the coldness of my heart
Blood of lions rushing thru my veins
I death or victory, isolated integrity
Blood of lions rushing thru my veins
Blood of lions

Here I come at the speed of a murderer sound
Riding fast on the wings of an infernal war
In my world only evil glorifies, the ways of chaos to purify

Procreated on a killing ground, animalized baptized in blood
My brotherhood I defend and fight for
I praise no lord - my destination is eternal war

Blood of lions, blood of lions

Ruled by the madness of vindication
Collector of countless assassinations
In a mortal dawn of punishment
Thru the valley of pale death

The breed of my foes I devour and despise
Born to be cruel, not kind
Here I stand and draw a line
My existence remains undivine

Sangue de Leões

Me veja vindo além da luz mortais
Voando alto sobre as asas do tempo amaldiçoado
Aqui vou como uma tempestade mortal
Dizimando os meus inimigos ao amanhecer

Aqui estou e desenho uma linha
Minha existência permanece não-divina
Predador do Sol nascente, Eu não temo ninguém
Governador da estepe aberta, urubus voando sobre meu caminho

Sangue de Leões correndo dentro das minhas veias
Bombeando a frieza do meu coração
Sangue de Leões correndo dentro nas minhas veias
Morte ou vitória, integridade isolada
Sangue de Leões correndo dentro das minhas veias
Sangue dos leões

Aqui vou eu na velocidade de um som assassino
Cavalgar depressa nas asas de uma guerra infernal
No meu mundo só glorifica o mal, as formas de caos para purificar

Procriado em um terreno assassino, animalizado batizado no sangue
Minha irmandade eu defendo e luto
Eu louvo a nenhum senhor, meu destino é guerra eterna

Sangue de Leões, sangue de Leões

Regido pela loucura de vingança
Coletor de inúmeros assassinatos
Em um amanhecer mortal de punição
Através do vale da morte

A raça dos meus inimigos eu devoro e desprezo
Nasci para ser cruel, não gentil
Aqui estou e desenhar uma linha
A minha existência permanece não-divina

Composição: Krisiun
Enviada por Fernando e traduzida por Raphael. Legendado por Gaby. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog