O Rap Lendário Dos 7 Pecados Capitais

Kêita Beats

No passado é acusado um grupo de cavaleiros
Sem ter a defesa ou expor ideais
Hoje procurado por todo o reino
Grupo que leva o nome de pecados capitais

Demônio na ira, gigante da inveja
A maga da gula e o orgulho do humano
Ladão a ganância, boneco luxúria
Fada da preguiça de poder insano

Unidos de novo depois do ocorrido e do tempo passado com a solidão
Alguns vem vagando a mais de 3 mil anos
Outros vem vagando sem ter emoção

Lutando na busca do que foi perdido
Levando a vingança como um juramento
Fazer o possível, manter o amor vivo
Dobrando joelho até de mandamento

Chego o Harlequin, o urso da preguiça
E antigo protetor do reino das fadas
Portando a lança espiritual
Que na mão dessa fada o inimigo retalha

Leva um sentimento que é verdadeiro
Pra reconquistar o amor da gigante
Pode ser pequeno a fada que flutua
Mas subestima-lo é um erro constante

Setecentos anos vivi na floresta portando na mão a lança Chastiefol
Na busca do amigo que perdeu a vida
Assim como um peixe de encontro ao anzol

Encontrei a Diane que me ajudou
Me fazendo a amar, me sentindo mais vivo
Mesmo que não lembre da nossa promessa
Eu irei protegê-la se estiver comigo

Agora o boneco, a cabra da luxúria
Imagem da amada do seu criador
Deixado no mundo como extensão
Do seu criador com o mundo exterior

O arco de Herritt estando com ele é certeza que vai esbanjar precisão
Abate o inimigo se usado em conjunto
Com seu poder chamado invasão

O seu rosto é gentil, mas já foi conhecido
Por causar temor como um mandamento
Hoje o pecado de enorme poder
E seu rosto é escasso de ter sentimento

Minha habilidade serviu de ajuda pra alterar a memória do Arcanjo Mael
Agora um boneco que emana poder
De aparência calma como o azul do céu

Agora a gigante, a serpente da inveja
A força imensurável e de alta resistência
Portando na mão o martelo Gideon
Tesouro que é forjado pra causar a penitência

Deixou o seu povo ainda criança, na busca de paz e de aceitação
E foi ai que ela conheceu o King
O rei fada que é capaz de balançar o seu coração

Garota gigante de enorme beleza e poder massivo de destruição
Apesar de grande ela não abandona
O amor que carrega pelo capitão

Sendo confiante, a gigante Diane
Mostra habilidade que não se equipara
E mesmo pequena ela leva a força capaz de quebrar do inimigo a cara

Veja o ladão emanando a ganância
A raposa avarenta chamada de Ban
Mesmo sem tesouro sagrado na mão
Tem bastante poder pra derrotar um clã

Se torna imortal com o beijo da fada
Não desiste fácil, isso é notoril
E hoje ele porta uma habilidade ainda maior após o purgatório

Anos se passaram e seu poder aumenta
E hoje ele tem o tesouro nas mão
Sempre comparando a sua habilidade
Com seu grande amigo, o seu capitão

Meu nome é Ban e vou te dar trabalho
Seja um demônio ou um mandamento
Se tocar um dedo naqueles que amo eu vou te caçar e por ti só lamento

Agora chegou o javali da gula
A maga sedutora chamada de Merlin
Portando na mão a estrela de Aldan
De enorme magia que em luta lhe serve

Foi considerada como a maior maga que toda a Britânia um dia já viu
Corpo atraente levava a Lady
Que com os eu olhar o leão seduziu

E a maga sedutora não se deixa abalar
Mantendo sempre a calma independente do momento
E tendo o domínio de magia milenar
Na busca de saciar a sede de conhecimento

E meio a batalha não perde a calma mesmo se o inimigo exala poder
Perca de Arthur a fez decidir
A dar seu melhor pra ninguém mais morrer

Agora o leão o pecado do orgulho
O humano que ocupa o todo dos clãs
Erguendo o machado divino de Rhitta
E partindo demônio com a mente sã

Na infância serviu de saco de pancada mesmo sendo o dono de sangue real
Até que um dia descobre a sua força
Fraturando o braço de seu irmão mal

Meio a noite parece ser frágil
Guiado por Merlin como um farol
Mas quando o relógio marcar o meio-dia
Lord emana o poder do Sol

Escute Estarossa, é melhor não esquecer
Sou o único aqui que toma a decisão
O que aconteceu? Porque se curvou?
Deixou uma moeda cair nesse chão?

Agora o dragão, represento a ira
Espada quebrada de Lostvayne
Sangue de demônio, eu farei o que for
E se for por amor eu vou contra o meu pai

Vago nessa terra a mais de 3 mil anos
Fardado a ver quem eu amo morrer
Posso ser pequeno mais não me enfureça
Desperto minha fúria e detono você

Estive a frente dos 10 mandamentos
Hoje comando o grupo de pecados capitais
Aquele que protege a Elizabeth
É capaz de causar dano até em seres imortais

Servindo o local onde eu estiver
Com a melhor bebida que possam beber
Poder destrutivo, corpo resistente
Se me atacar
Full counter!

Composição: Kêita Beats
Enviada por suskiw.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog