Acid Turkish Bath (Shelter From The Storm)

Kasabian

Original Tradução Original e tradução
Acid Turkish Bath (Shelter From The Storm)

Cotton mouth is bleeding, one way glass deceiving

Dope me up on women and credit cards
Promise X-Ray vision and fancy cars
The tables set for the bourgeoisie
Better get in line with your dinner tray

Cause when it's all ran out and it's just you left
With the nut job swigging his crystal meth
And there's a constant ring of machinery
Is there a place for me in history?

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, now it's another day
To shelter from the storm

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, wishing for new year's day
To shelter from the storm

Sons of time are rising, 16 minds exploding

It's the 21st century ain't it cool?
It's taught us how to eat and how to drool
And the wind up merchants are out in force
Telling you my brother to change your course

And you won't be the first to think it's wrong
When all you really want is to bang a gong
Cause it's all sawn up in our misery
Is there a place for me in the history?

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, now it's another day
To shelter from the storm

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, wishing for new years day
To shelter from the storm

We gotta break down the doors and shelter from the storm
We gotta break down the doors and shelter from the storm
We gotta break down the doors and shelter from the storm
We gotta break down the doors and shelter from the storm

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, now it's another day
To shelter from the storm

Sending the boys away, leaving them out to play
Throwing them miles away, wishing for new years day
To shelter from the storm

Banho Turco de Ácido (Abrigo para a Tempestade)

A Boca de Algodão está sangrando, o espelho enganando

Drogue-me com mulheres e cartões de crédito
Promessas de visão Raio-X e carros de luxo
As mesas dispostas para a burguesia
Melhor entrar na fila com sua bandeja de jantar

Quando tudo acabar e só você restar
Com o trabalho porco de beber sua metanfetamina cristalina
E há um soar constante de maquinaria
Haverá um lugar para mim na história?

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Filhos do tempo estão surgindo, 16 mentes explodindo

O século 21 não é legal?
Ensinaram-nos como comer e como babar
E os comerciantes avoados estão fora de ação
Dizendo ao meu irmão para sua conduta

E você não vai ser o primeiro a pensar que isto é errado
Quando o que você realmente quer é soar o gongo
Porque estamos todos serrados na nossa miséria
Haverá um lugar para mim na história?

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Nós vamos derrubar as portas e nos abrigar da tempestade
Nós vamos derrubar as portas e nos abrigar da tempestade
Nós vamos derrubar as portas e nos abrigar da tempestade
Nós vamos derrubar as portas e nos abrigar da tempestade

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Mandando os garotos embora, deixando eles saírem pra brincar
Jogando-os milhas afora, hoje é outro dia
Para se abrigar da tempestade

Composição: Sergio Pizzorno
Enviada por Daniela e traduzida por Gabriel. Revisão por Murilo.
Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog