Vogue do Gueto

Karol Conká

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Deixa ela andar como quer
Deixa ele ser quem quiser
Não importa se é homem ou mulher
Branco ou preto o que der e vier
Me deixa ser eu e veja
Quem corre não se rasteja
As cartas estão na mesa
Quem tem coragem peleja (leja)

Deixa ela andar como quer
Deixa ele ser quem quiser
O mundo é composto por diversidade
Idades e só não ver quem não quer

Corpos ocupando espaços
Todos escutando passos
Movimentando os braços
Formando laços, ritmos e traços

Na intenção de te mostrar que é sexy
O meu vogue é gueto
Meu vogue é gueto mais respeito

Na intenção de te mostrar que é sexy
O meu vogue é gueto
Meu vogue é gueto mais respeito

Esse é o meu jeito
Eu sou desse jeito
Ah, ah
Deixa o meu jeito
Ninguém é perfeito

Esse é o meu jeito
Eu sou desse jeito
Ah, ah
Deixa o meu jeito
Ninguém é perfeito

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Deixa ela andar como quer
Deixa ele ser quem quiser
Não importa se é homem ou mulher
Branco ou preto o que der e vier
Me deixa ser eu e veja
Quem corre não se rasteja
As cartas estão na mesa
Quem tem coragem peleja (leja)

Na intenção de te mostrar que é sexy
O meu vogue é gueto
Meu vogue é gueto mais respeito
Na intenção de te mostrar que é sexy
O meu vogue é gueto
Meu vogue é gueto mais respeito

Esse é o meu jeito
Eu sou desse jeito
Ah, ah
Deixa o meu jeito
Ninguém é perfeito

Esse é o meu jeito
Eu sou desse jeito
Ah, ah
Deixa o meu jeito
Ninguém é perfeito

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto
Meu vogue é do gueto

Posts relacionados

Ver mais no Blog