Coseme (part. Juacko)

Karen Méndez

Original Tradução Original e tradução
Coseme (part. Juacko)

Yo se que me miras pero no me ves
Yo quería tu parte no partirme en cien
Tu prefieres aquí quedo a quédate
Yo prefiero antes la herida que la piel

Yo digo mañana todo saldrá bien
Tú sigues diciendo no olvido el ayer
A ti te siguen matando dudas
Y yo mi alma desnuda diciéndote vísteme

Solo dime cuando no me digas donde
Miraremos juntos el mismo horizonte
Vamos dando saltos sin saber un norte
Solo somos fuerzas juntas que se rompen

Y aquellos planes que no hicimos porque sé
Que no hay destino alguno que nos siente bien
No es contigo en el camino
Es caminar solo conmigo y que te vengas tú también

Quiero bailar con la suerte y me diga que se viene
Aunque ella me pise los pies
Y un solo error de acertar parece que te falle

Y así fue, que siempre me empeño en volver
Sabiendo que puedo perder
Sabiendo muy bien que se rompe

Sabes que
Te estoy diciendo cóseme
Que cierres lo que abriste bien
No que hagas como que te escondes

Solo dime cuando no me digas donde
Miraremos juntos el mismo horizonte
Vamos dando saltos normal que me importe
Si te estoy buscando y ahora de mi te escondes

Solo dime bien
Si me quieres cuanto porque ya no se
Dices no es pa tanto, pero pa mi lo es

Ahora dime
Salto o me quedo en tu piel
Algo dice vete y yo digo átate

Todos tenemos a esa persona que nos hizo mil pedazos
Y nos dijo ahora construyete
Yo solo quería cambiar de aires
No necesitar de ti si quiero respirar también

Dices que no dependes de nadie
Pero eso solo lo dices pa pensar que te quieres lo se
Ya no puedo contenerme con tenerte ya esta bien

Yo quería que brilles como yo no se
No fundirme el alma por querer tu bien
Enfrentar tus miedos hasta hacerte ver
Que eres tú eres quien siempre los hace crecer

Tu no vuelas porque vives en un recuerdo
Yo tiro los míos por darte uno nuevo
Tu que se te acaba el tiempo yo dispuesta esperar

Solo dime cuando, no me digas donde
Miraremos juntos, el mismo horizonte
Vamos dando saltos, sin saber un norte
Solo somos fuerzas juntas que se rompen

Y aquellos planes que no hicimos porque se
Que no hay destino alguno que nos siente bien
No es contigo en el camino
Es caminar solo conmigo y que te vengas tu también

Costura-me (part. Juacko)

Eu sei que você olha para mim, mas você não me vê
Eu queria uma parte sua e não me dividir em cem
Você prefere terminar aqui a ficar
Eu prefiro a ferida do que a pele

Eu digo amanhã tudo ficará bem
Você continua dizendo que eu não esqueço o ontem
As dúvidas seguem te matando
E eu com a alma nua dizendo para você me vestir

Apenas me diga quando você não me diz onde
Vamos olhar juntos para o mesmo horizonte
Estamos pulando sem conhecer um norte
Somos apenas forças juntas que quebram

E aqueles planos que não fizemos porque eu sei
Que não há destino que seja bom para nós
Não está com você na estrada
Está apenas andando comigo e você vem também

Eu quero dançar com sorte e me diga que está chegando
Embora ela tenha pisado nos meus pés
E um único erro de acertar parece falhar

E assim foi, que eu sempre luto para voltar
Sabendo que posso perder
Sabendo muito bem que quebra

Você sabe que
Estou lhe dizendo para me costura-me
Você fecha o que abriu bem
Não que você finja se esconder

Apenas me diga quando você não me diz onde
Vamos olhar juntos para o mesmo horizonte
Estamos fazendo saltos normais que eu me importo
Se eu estou te procurando e agora você se esconde de mim

Apenas me diga bem
Se você me ama, porque eu não sei mais
Você diz que não é tanto, mas para mim é

Agora me diga
Eu pulo ou fico na sua pele
Algo diz para ir embora e eu digo amarre-se

Todos nós temos aquela pessoa que nos fez mil peças
E ele nos disse agora, construa-se
Eu só queria mudar de ar
Eu não preciso de você se eu quiser respirar também

Você diz que não depende de ninguém
Mas você só diz isso para pensar que se ama, eu sei
Não posso mais me conter com você já bem

Eu queria que você brilhasse como se eu não soubesse
Não derreta minha alma por querer o seu bem
Enfrente seus medos até ver
Que você é quem sempre os faz crescer

Você não voa porque vive em uma memória
Eu jogo o meu por lhe dar um novo
Você está ficando sem tempo, eu estou disposto a esperar

Apenas me diga quando, não me diga onde
Vamos olhar juntos, o mesmo horizonte
Estamos pulando, sem conhecer um norte
Somos apenas forças juntas que quebram

E aqueles planos que não fizemos porque eles
Que não há destino que seja bom para nós
Não está com você na estrada
Está apenas andando comigo e você vem também

Composição: Karen Méndez
Enviada por Cata e traduzida por vitória. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog