A Historia do Anjo Sem Asas

K o d a

Com esse grande fardo, um dia venho lhe contar
A história de um anjo que suas asas Deus veio a cortar
Uma decisão imatura de um ser divino e mimado veio a brotar
Se Deus fosse perfeito, por que motivos ele iria te expulsar?

Pra mim, o senhor demônio sempre foi injustiçado
Tomando culpa desses seres humanos desgraçados
Que, com livre arbítrio, sempre foram só presenteados
Mas quando a Deus se voltam, você sempre é o culpado

Pensando se um dia eu que fiz algo de errado
Em acreditar que o senhor que sempre esteve errado
Talvez seja injusto a consequência de ir pra baixo
Por um castigo que, no fim das contas, foi um fardo

Desse fardo, a gente sempre buscará o melhor dos lados
É tedioso, tenebroso, fogo pra todo lado
Quando com a luz e o céu azul estava acostumado
Eles desaparecem sem mesmo que ele seja refutado

Senhor Demônio, eu sinto muito por você
Que sofre pelos atos daqueles que vão morrer
Senhor Demônio, o que foi que Deus fez com você?
A culpa não é sua se um dia ele enlouquecer

Senhor Demônio, eu sinto muito por você
Que sofre pelos atos daqueles que vão morrer
Senhor Demônio, o que foi que Deus fez com você?
A culpa não é sua se um dia ele enlouquecer

E assim se fez,
O mundo se iludiu com o ato de um rei
Que, mesmo errado, ele, de fato, o fez
Lhe transformou na culpa dos erros de
Quem o usa pra queimar as ruas e reféns

E que os pecados sejam o fardo mais além da compreensão dos
Ratos que logo convém a mentira que te sufoca e lhe prendem
E que as chamas saiam nesse mundo estragado
Que todos que aqui pecam sem remorso expurgados
E que as mentiras caiam junto com seus condenados

E que o fim seja pra sempre aqui teu legado
Que todos que usaram para o mal sejam queimados
E que as chamas azuis consumam todos os errados
E o olho que tudo aqui vê agora libertado
Que todos os teus selos aqui já sejam quebrados

E, Senhor Demônio, eu sinto muito por você
Que sofre pelos atos daqueles que vão morrer
Senhor Demônio, o que foi que Deus fez com você?
A culpa não é sua se um dia enlouquecer

Senhor Demônio, eu sinto muito por você
Que sofre pelos atos daqueles que vão morrer
Senhor Demônio, o que foi que Deus fez com você?
A culpa não é sua se um dia enlouquecer

Senhor Demônio, eu sinto muito por você
Que sofre pelos atos daqueles que vão morrer
Senhor Demônio, o que foi que Deus fez com você?
A culpa não é sua se um dia enlouquecer

Enviada por Bernardo. Legendado por Yato.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog