Que Amor É Esse?

Julio Cesar e Marlene

Que amor é esse?

Uma cruz, o sangue que corria pelo chão
Um choro triste em meio a multidão
De uma mãe que se desesperava
Uma dor de quem não merecia teve que sentir
Alguém que não devia, mas pagou por mim
Amou demais até quem não lhe amava

Ele não me condenou nem tampouco me julgou
Mas só quis me perdoar. Quem devia era eu
Mas foi o Filho de Deus quem teve que pagar

Que amor é esse? Que eu nunca tinha sentido
Ele se importou comigo mesmo eu sendo condenado
Que amor é esse? Que nem mesmo cruz matou
Mesmo assim Ele me amou perdoou os meus pecados

Ele ali na cruz do meio eu ali na cruz do lado
Ele não devia nada mas eu era condenado
Ele ali na cruz do meio eu apenas pecador
Mesmo assim falou comigo
Vou mudar o teu destino estarás no paraíso!

Que amor é esse? Que amor é esse?
Que amor é esse? Só podia ser de Deus!

Que amor é esse? Que amor é esse?
Que amor é esse? Só podia ser de Deus!

Que amor é esse? Que eu nunca tinha sentido
Ele se importou comigo mesmo eu sendo condenado
Que amor é esse? Que nem mesmo cruz matou
Mesmo assim Ele me amou perdoou os meus pecados

Ele ali na cruz do meio eu ali na cruz do lado
Ele não devia nada mas eu era condenado
Ele ali na cruz do meio eu apenas pecador
Mesmo assim falou comigo
Vou mudar o teu destino estarás no paraíso!

Que amor é esse? Que amor é esse?
Que amor é esse? Só podia ser de Deus!

Que amor é esse? Que amor é esse?
Que amor é esse? Só podia ser de Deus!

Composição: Nilton César
Enviada por Cleber. Revisão por Cleber.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Julio Cesar e Marlene

Ver todas as músicas de Julio Cesar e Marlene