Fantástico

Julio Cesar e Marlene

Crianças dormindo nas ruas
Velhinhos sofrendo
E grande empresas pedindo falência nós vemos
A falta de emprego este pesadelo tremendo
Muitos assaltos, os homens matando e morrendo
Seca no norte, fome na áfrica, guerra
E os terremotos que acontecem na terra
Efeito estufa, camada de ozônio
Buraco negro no espaço
E o homem ainda diz que isto é fantástico

Fantástico é ver o mudo falar, o surdo ouvir
O cego enxergar as cores do arco-íris
Fantástico é ver o viciado liberto falar línguas estranhas
Mistérios com Deus, é fantástico

Grandes enchentes, inundações destruindo
Tremores de terra, muitos morrendo dormindo
Doença incurável, desafiando a ciência,
As bombas quem põem em risco a nossa existência
Mísseis de médio e longo alcance são feitos
Pra destruir vidas pensando ter este direito
Ciência aumentando, o amor esfriando
A corrupção tem espaço
E o homem ainda diz que isto é fantástico

Fantástico é ver o mudo falar, o surdo ouvir
O cego enxergar as cores do arco-íris
Fantástico é ver o viciado liberto falar línguas estranhas
Mistérios com Deus, é fantástico

Fantástico é ver o mudo falar, o surdo ouvir
O cego enxergar as cores do arco-íris
Fantástico é ver o viciado liberto falar línguas estranhas
Mistérios com Deus, é fantástico
É fantástico, é fantástico

Composição: Cicero Nogueira
Enviada por Arife.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Julio Cesar e Marlene

Ver todas as músicas de Julio Cesar e Marlene