Erro de matrimônio

José Ribeiro

Fingida...
Tu não me amas eu vejo agora
O que tu queres é me fracassar
Mas seguirei o meu destino
Enfrentarei até a morte
Pois não me queixo
Da minha sorte
Os nossos filhos não podem pagar
Por um erro de matrimônio
O nosso sonho foi nos casarmos
Para nunca nos separarmos


Fingida...
Tu não me amas eu vejo agora...


Posts relacionados

Ver mais no Blog