LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

19 Días y 500 Noches

Joaquin Sabina

19 Días y 500 Noches

Lo nuestro duró
Lo que duran dos peces de hielo
En un güisqui on the rocks
En vez de fingir
O estrellarme una copa de celos
Le dio por reír

De pronto me vi
Como un perro de nadie
Ladrando a las puertas del cielo
Me dejó un neceser con agravios
La miel en los labios
Y escarcha en el pelo

Tenían razón
Mis amantes
En eso de que antes
El malo era yo
Con una excepción
Esta vez
Yo quería quererla querer
Y ella no
Así que se fue
Me dejó el corazón
En los huesos
Y yo de rodillas
Desde el taxi
Y, haciendo un exceso
Me tiró dos besos
Uno por mejilla

Y regresé
A la maldición
Del cajón sin su ropa
A la perdición
De los bares de copas
A las cenicientas
De saldo y esquina
Y, por esas ventas
Del fino Laina
Pagando las cuentas
De gente sin alma
Que pierde la calma
Con la cocaína

Volviéndome loco
Derrochando
La bolsa y la vida
La fui, poco a poco
Dando por perdida

Y eso que yo
Paro no agobiar con
Flores a María
Para no asediarla
Con mi antología
De sábanas frías
Y alcobas vacías
Para no comprarla
Con bisutería
Ni ser el fantoche
Que va en romería
Con la cofradía
Del Santo Reproche

Tanto la quería
Que tardé en aprender
A olvidarla diecinueve días
Y quinientas noches

Dijo hola y adiós
Y el portazo sonó
Como un signo de interrogación
Sospecho que así
Se vengaba a través del olvido
Cupido de mi

No pido perdón
¿Para qué? Si me va a perdonar
Porque ya no le importa
Siempre tuvo la frente muy alta
La lengua muy larga
Y la falda muy corta

Me abandonó
Como se abandonan
Los zapatos viejos
Destrozó el cristal
De mis gafas de lejos
Sacó del espejo
Su vivo retrato
Y fui tan torero
Por los callejones
Del juego y el vino
Que ayer el portero
Me echó del casino
De Torrelodones

Qué pena tan grande
Negaría el Santo Sacramento
En el mismo momento
Que ella me lo mande

Y eso que yo
Paro no agobiar con
Flores a María
Para no asediarla
Con mi antología
De sábanas frías
Y alcobas vacías
Para no comprarla
Con bisutería
Ni ser el fantoche
Que va en romería
Con la cofradía
Del Santo Reproche
Tanto la quería
Que tardé en aprender
A olvidarla diecinueve días
Y quinientas noches

19 Dias e 500 Noites

O nosso durou
O que duram dois icefish
Em um uísque on the rocks
Em vez de fingir
Ou estalar-me uma taça de ciúme
Deu-lhe por rir

De repente, me vi
Como um cão de ninguém
Latindo às portas do céu
Me deixou um curativo com queixas
A mel nos lábios
E geada no cabelo

Estavam certas
Meus amantes
Nisso de que, antes
O mau era eu
Com uma exceção
Desta vez
Eu queria queré-la querer
E ela não
Então ela foi
Me deixou o coração
Nos ossos
E eu de joelhos
Desde o táxi
E fazendo um excesso
Me jogou dois beijos
Um por bochecha

E voltei
À maldição
Da gaveta sem suas roupas
À perdição
De bares de taças
Às cinderelas
De saldo e esquinha
E por essas vendas
Do Lainas
Pagando as contas
De gente sem alma
Que perde a calma
Com a cocaína

Ficando louco
Desperdiçando
A carteira e a vida
Fui, pouco a pouco
Dando-a por perdida

E mesmo que eu
Para não sobrecarregar com
Flores a Maria
Para não assediá-la
Com minha antologia
De lençóis frios
E quartos vazios
Para não comprá-la
Com joias
Nem ser o fantoche
Que vá em peregrinação
Com a fraternidade do
Santo Queixa

Tanto a queria
Que demorei em aprender
A esquecé-la, dezenove dias
E quinhentas noites

Ela disse: Olá e adeus
E o bater a porta, tocou
Como um ponto de interrogação
Suspeito que, assim
Vingava-se, por meio do esquecimento
Cupido de mim

Eu não me desculpo
Por quê? Se você vai me perdoar
Porque já não lhe importa
Sempre teve a testa muito alta
A língua muito longa
E a saia muito curta

Me abandonou
Como se abandonam
Os sapatos velhos
Quebrou o vidro
Dos meus óculos para longe
Tirou do espelho
Sua imagem viva
E eu, fui tão toureiro
Pelos becos
O jogo e do vinho
Que, ontem, o porteiro
Me jogou para fora do casino
De Torrelodones

Que pena tão grande
Negaria o Santíssimo Sacramento
No mesmo momento
Em que ela o mande

E mesmo que eu
Para não sobrecarregar com
Flores a Maria
Para não assediá-la
Com minha antologia
De lençóis frios
E quartos vazios
Para não comprá-la
Com joias
Nem ser o fantoche
Que vá em peregrinação
Com a fraternidade do
Santo Queixa
Tanto a queria
Que demorei em aprender
A esquecé-la, dezenove dias
E quinhentas noites
E voltei

Composição: Joaquín Sabina Essa informação está errada? Nos avise.
Revisões por 5 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog