Nanan Boroquê

João da Baiana

Nanan, Nanan, eu vou
Vou no mato apanhar epepê
Minha cabeça me dói como o quê
Peço valei-me, Nanan Boroquê

Olha a sua cabeça te dói como o quê
É assim que eu quero te ver
Peça valei-me, Nanan Boroquê
Você brincou com Exu Berequê

Vai no mato apanhar epepê
Vai no mato apanhar epepê
Oiaqui oiapo oia ganga
Lá no mato tem mucama

Composição: João da Baiana
Enviada por Manuel.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de João da Baiana

Ver todas as músicas de João da Baiana