Estrela de Um Céu Nublado

Jay Vaquer

Decidiu que precisava ser alguém no mundo
E não mais um na multidão
Resolveu investir fundo nas aulas de interpretação
Foi morar no Rio de Janeiro
Tiro certeiro pra tentar a sorte em Projacland
Alugou um conjugado no catete
Arrumou uma vaga de barman num bar descolado pra cacete

Atores, modeletes, formadores de opinião
Wannabes de plantão
Foi lá no balcão, que um assistente de direção da novela das 6
Lhe prometeu uma figuração talvez
Aí ele se animou, se empolgou, nem dormia mais
Pobre rapaz
Logo descobriu que o sujeito não era quem dizia ser
Mas, na verdade, um ator desempregado, frustrado que tinha um blog pouco frequentado
E se sentia só e mal acompanhado

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Conheceu Dora enquanto trabalhava no bar
Servindo bebidas, ela soltando fumaça no ar
Perua desquitada que vivia da pensão do ex-marido
Empresário falido que sofria de Síndrome de Down Jones
E não é que a madame realmente tinha bons contatos em Projacland?
Isso foi levado em consideração

Encarar a vovó podia ser a solução
Resolveu segurar o rojão
Investiu naquela estranha relação
Na tentação de ser famoso

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Dora resolveu que iria ajudar o garotão
Mais um que queria ser artista de televisão, ok então
Numa tarde no salão, enquanto jogava sudoku e depilava a virilha
Ligou do celular da filha
Pra um amigo diretor picudo e lhe solicitou
Receba o garoto. Quando é quem tem um teste?
Enfia ele num teste
O picudo respondeu
Agora não tem teste, mas uma festa com show do Jota Quest
Leva seu bonitinho, Dora! Confio no seu faro, conheço o rapaz lá na hora
E se eu for com a cara dele
Enfio num teste, eu enfio, enfio, é claro

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Na festa badalada, foi cantado pelo poderoso diretor
Que lhe ofereceu trabalho e amor
Lhe deu dicas de comportamento e recomendou
Saia logo do armário!
Ele respondeu que não estava em nenhum armário, muito pelo contrário
Não tinha nada contra gays, só não era um
O coitado perdeu a vez
Depois de tal afirmação, foi excluído, rejeitado, difamado

Nasceu pra ser uma estrela, era tudo que ele mais queria
Mas o céu tava sempre nublado
Estrela que ninguém via e quando o dia amanhecia
O seu tempo já tinha passado

Passou a beber até cair
Sacou que não teria uma chance
Seu desejo distante de seu alcance
Na deprê engordou mais de 20kg em um ano
Seu maior erro foi nunca perceber o engano
Jogou a toalha na vida
Entregou os pontos e aos prantos, chorando pelos cantos
Escreveu uma carta de despedida
Dora, querida
Quero meu corpo cremado, pra que ele seja espalhado por toda cidade cenográfica, em Projacland

Composição: Jay Vaquer
Enviada por Thaisy. Legendado por Pedro. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog