Y Se Te Llamo

Javi Ayul (Viral)

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Y Se Te Llamo

Y si te llamo nuevamente
Ten presente, que yo deje reír
Y se te beso fácilmente
Se cociente que no querrás seguir

La soledad se hará presente
Nuevamente, te invitare a salir
Se que para mi es diferente
Siendo cociente, te vuelvo hacer sufrir

Cuando estaba contigo me pasaba en ulio
Y ahora que no estás, me siento mucho más frío
Una droga que me arrancaron de modo brusco
Y como un adicto, no aguanto más si te busco

Recuerdo decía como nunca volvería
Recuerdo jurar que ya nunca más pasaría
Recuerdo llorar la noche y no vivir el día
Pero me doy cuenta que eso fue culpa mía

Todo lo que vivo, todo lo que sentí, todo lo que sufrí
Todo eso es fue culpa mía, por que yo lo permití
Todo lo que mentí, todas esas copas que bebí
No es culpa de tu mensaje, si no que te respondí

De tantas idas y vueltas, ya no sé qué somos
Voz ya no sos mi novia, pero igual te como
Vos decís que no quieres seguir, flotando en el medio
Y ya te pones como Pablo, con el plata o plomo

No te puedo negar que quiero olvidarte y no puedo
Que quiero salir pero me paraliza el miedo
Que dolor, aunque yo tomo el curso no lo sedo
Y me vuelvo a encontrar una vez más llamando y en pedo

Otra copa de alcohol para no estar de cara
Sigo tomando pero el dolor ya no para
Digo un comentario y que cambias la cara
Siento como que un Ak 47 me dispara

Por eso estoy solo, pero no te olvido
Salgo por la noches, pero no consigo
Una chica como tu que me de todo
Pero al mismo tiempo me haga sentir vivo

Y todo lo bueno, yo no lo revivo
Ya me siento con el corazón abierto
Y si te llamo yo te advierto: Qué

Que si te llamo nuevamente
Ten presente no vas a ser feliz
Y si te llamo nuevamente
Se consciente, te voy hacer feliz

E eu te chamo

E se eu te ligar de novo
Tenha em mente que eu deixo você rir
E eu te beijo facilmente
Eu sei que você não quer continuar

A solidão estará presente
De novo, vou te convidar para sair
Eu sei que pra mim é diferente
Sendo quociente, eu te faço sofrer novamente

Quando eu estava com você aconteceu comigo em ulio
E agora que você se foi, sinto muito mais frio
Uma droga que foi arrancada de mim abruptamente
E como um viciado, eu não agüento mais se eu procurar por você

Lembro-me de dizer que nunca voltaria
Lembro-me de jurar que nunca mais aconteceria
Eu lembro de chorar a noite e não viver o dia
Mas eu percebo que foi minha culpa

Tudo que vivo, tudo que senti, tudo que sofri
Tudo isso foi minha culpa, porque eu permiti
Tudo que eu menti, todas aquelas xícaras que bebi
Não é culpa da tua mensagem, senão que te respondi

De tantas idas e vindas, não sei mais o que somos
Voz, você não é mais minha namorada, mas eu ainda como você
Você diz que não quer continuar, flutuando no meio
E agora você fica como Pablo, com prata ou chumbo

Não posso negar que quero te esquecer e não posso
Eu quero sair mas o medo me paralisa
Que chatice, embora eu faça o curso não sei
E eu me pego mais uma vez chamando e peidando

Outra taça de álcool para não enfrentar
Eu continuo bebendo mas a dor não para mais
Eu digo um comentário e você muda de cara
Eu sinto como se um Ak 47 atirasse em mim

É por isso que estou sozinho, mas não te esqueço
Eu saio a noite, mas não posso
Uma garota como você que me dá tudo
Mas ao mesmo tempo me faz sentir vivo

E tudo de bom, eu não revivo isso
Já me sinto com o coração aberto
E se eu te ligar vou te avisar: O que

E se eu te ligar de novo
Lembre-se de que você não será feliz
E se eu te ligar de novo
Esteja atento, vou te fazer feliz


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Javi Ayul (Viral)

Ver todas as músicas de Javi Ayul (Viral)