Mulheres Não Têm Que Chorar (part. Emicida)

Ivete Sangalo

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-rá
Pa-ra, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-rá
Pa-ra, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá

[Verso 1: Ivete Sangalo]
Hey girl, levanta da cama
O que foi que te aconteceu?
Desencana
Hey girl, o mundo te chama
Só você não percebeu

Que até o Cristo redentor abriu os braços pra você
O Sol nasceu mais cedo na certeza de te ver
Ah, sei lá, só basta respirar
Pra ver que o amor é claro como o dia

Sai do edredom (sai)
Põe aquele batom
Coloca o nosso som
E veja como é bom dançar, sem preocupar

Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Ah-ah-ah, ah-ah

Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Ah-ah-ah, ah-ah

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra
Pa-ra, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-rá
Pa-ra, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá

Aham!
Oh!
Iê-iê-iê

[Verso 2: Emicida]
E ela se viu só nessa trilha, como uma guerrilha
Na responsa, pilar da família
Pensamento veloz, talento feroz
O Sol no peito, na boca um gloss, e tudo em nós brilha

No mundo masculino, pobre do menino
Que, nas pedras, vê sua essência bem refletida
Não confunda força com violência
Respeite a água, pois ela molda toda a vida

Ciclos lunares e das marés, dos lares de todas as fés
As fêmeas guardam o sagrado
Sem cobra, sem fraqueza, sem pecado (iê-iê-iê-iê)
Na dúvida, rosas têm mil espinhos pra cada desavisado (ham)
Pois sabia

[Verso 3: Ivete Sangalo e Emicida]
Que até o Cristo redentor abriu os braços pra você
O Sol nasceu mais cedo na certeza de te ver
Ah, sei lá, só basta respirar
Pra ver que o amor é claro como o dia

Sai do edredom (sai)
(Vai) Põe aquele batom
E veja como é bom dançar, sem preocupar (e veja como é bom dançar, ê-ê)

Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Ah-ah-ah, ah-ah

Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Mulheres não têm que chorar
Ah-ah-ah, ah-ah

Deixa chover (ham-ham), não importa o que aconteça
Pode crer, sou mais você
Quantos leões por dia nós iremos combater (bora)
Com a certeza de vencer, vencer (vencer, vencer)

Deixa chover (deixa), não importa o que aconteça
Pode crer, sou mais você (sou mais você)
Quantos leões por dia nós iremos combater (dai?)
Com a certeza de vencer

Sempre lembrando que (uh, uh-uh)
Até mesmo depois da noite mais escura
O Sol sempre vem (uh-uh, uh)
Lembre-se disso, o Sol sempre vem

[Refrão: Ivete Sangalo]
Mulheres não têm que chorar (não, não, não, não)
Mulheres não têm que chorar (não, não, não)
Mulheres não têm que chorar (não)
Ah-ah-ah, ah-ah

Mulheres não têm que chorar (não, não, não, não)
Mulheres não têm que chorar (não, não, não)
Mulheres não têm que chorar
Ah-ah-ah, ah-ah

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-rá
Pa-ra, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá

Ua, pa, pa, pa-ra-pa

Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá
Uara, tchá-tchá
Ua, tchá-tchá, tchá-ra, tchá
Hum-hum-hum

Composição: Emicida / Guga Fernandes / Tiê Castro
Enviada por Victor. Revisão por eliassilveira.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog