In Venere Veritas

Him

Original Tradução Original e tradução
In Venere Veritas

Let's fall apart together now

Zipping cupid in a body bag well-worn
Next to the mausoleum he was born in
Picking up the pieces of this gory glory of it all
from Eve to morn
for Eve to mourn

Have no fear
There are wounds that are not meant to heal
And they sing, in venere veritas
Come inside
Let the fire burn you alive
And sing, baby sing
There are wounds that are not meant to heal at all
In venere veritas

Let's fall apart together now

There's a method to our sadness
as we drag the mirror ball and chain
Through the twilight
Again dressed up in shame

Have no fear
There are wounds that are not meant to heal
And they sing, in venere veritas
Come inside
Let the fire burn you alive
And sing, baby sing
There are wounds that are not meant to heal at all
In venere veritas

We are begging for a reflection
from an unshutted heart to blind
and chase us over the edge

Have no fear
There are wounds that are not meant to heal
And they sing, in venere veritas
Come inside
Let the fire burn you alive
And sing, baby sing
There are wounds that are not meant to heal at all
In venere veritas
These are the wounds that are not meant to heal at all

Let's fall apart together now
Let's fall apart together now

No Amor Há Verdade

Vamos nos despedaçar juntos agora

Fechando o cupido num saco mortuário bem usado
Junto ao mausoléu no qual ele nasceu
Juntando os pedaços dessa glória sangrenta de tudo
Da véspera à manhã
Para Eva lamentar

Não tenha medo
Existem feridas que não deveriam se curar
E elas cantam, no amor há verdade
Venha aqui para dentro
Deixe o fogo te queimar viva
E cante, querida, cante
Existem feridas que não deveriam se curar de jeito nenhum
No amor há verdade

Vamos nos despedaçar juntos agora

Há um método para a nossa tristeza
Enquanto arrastamos a bola e corrente de espelhos
Através do crepúsculo de novo
Vestidos com vergonha

Não tenha medo
Existem feridas que não deveriam se curar
E elas cantam, no amor há verdade
Venha aqui para dentro
Deixe o fogo te queimar viva
E cante, querida, cante
Existem feridas que não deveriam se curar de jeito nenhum
No amor há verdade

Estamos implorando por uma reflexão
De um coração aberto para cegar-nos
E nos empurrar para o abismo

Não tenha medo
Existem feridas que não deveriam se curar
E elas cantam, no amor há verdade
Venha aqui para dentro
Deixe o fogo te queimar viva
E cante, querida, cante
Existem feridas que não deveriam se curar de jeito nenhum
No amor há verdade
Essas são as feridas que não deveriam se curar de jeito nenhum

Vamos nos despedaçar juntos agora
Vamos nos despedaçar juntos agora

Composição: Ville Valo
Enviada por Rafael e traduzida por Raphael. Legendado por Aline. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog