No Me Importa

Ha*Ash

Original Tradução Original e tradução
No Me Importa

Dices que no tengo edad de salir a bailar
Que me debo enfocar en tener
Una vida más seria
Que estoy pasada de los treinta

O jodes que cuándo me voy a casar
Que si no busco novio, ese tren pasará
Y seré una quedada
Que estoy tan desubicada

Tal vez no sea la más prudente
Pero lo que yo pienso siempre lo sabrás
Y no porque sea diferente
¿Quién decide lo que está bien o lo que está mal?

No me importa quién corta, me vale que sigan
Hablando de mí sin que yo se los pida
No voy a cambiar (no voy a cambiar)
No pienso madurar

Yo propongo las reglas de mi propio juego
Aunque no es perfecto, es mi tiradero
No me llames más (no me llames más)
Si vas a criticar

Y cuando tu consejo me sepa a mezcal
Ese día lo voy a tomar
Oh, oh
Ese día lo voy a tomar

Dices que todo lo hago muy mal
Que el que siga mis pasos lo va a lamentar
Cuando al fin se dé cuenta
Que soy mala influencia

Tal vez no sea la más prudente
Pero lo que yo pienso siempre lo sabrás
Y no porque sea diferente
¿Quién decide lo que está bien o lo que está mal?

No me importa quién corta, me vale que sigan
Hablando de mí sin que yo se los pida
No voy a cambiar (no voy a cambiar)
No pienso madurar

Yo propongo las reglas de mi propio juego
Aunque no es perfecto es mi tiradero
No me llames más (no me llames más)
Si vas a criticar

Y cuando tu consejo me sepa a mezcal
Ese día lo voy a tomar
Ese día lo voy a tomar
Ese día lo voy a tomar

No me importa quién corta, me vale que sigan
Hablando de mí sin que yo se los pida
No voy a cambiar (no voy a cambiar)
No pienso madurar

Yo propongo las reglas de mi propio juego
Aunque no es perfecto es mi tiradero
No me llames más (no me llames más)
Si vas a criticar

Y cuando tu consejo me sepa a mezcal
Ese día lo voy a tomar

Eu Não Ligo

Você diz que não tenho mais idade para sair pra dançar
Que eu deveria me concentrar em ter
Uma vida mais séria
Que eu já passei dos trinta

Ou enche o saco perguntando quando vou casar
Que se eu não procurar um namorado, eu vou perder o trem
E ficarei para trás
Que eu estou tão desorientada

Pode ser que eu não seja a mais prudente
Mas eu sempre vou dizer o que eu penso
E não porque seja diferente
Quem decide o que é certo e o que é errado?

Eu não ligo pra quem termina, tô nem aí se quiserem
Continuar falando de mim sem que eu peça
Eu não vou mudar (eu não vou mudar)
Não penso em amadurecer

Eu crio as regras do meu próprio jogo
Ainda que não seja perfeito, é meu problema
Não me procure mais (não me procure mais)
Se for só para me criticar

E quando o seu conselho tiver gosto de mezcal
Aí eu vou aceitá-lo
Oh, oh
Aí eu vou aceitá-lo

Você diz que eu faço tudo muito errado
Que quem seguir os meus passos vai se arrepender
Quando finalmente se der conta
Que eu sou uma má influência

Pode ser que eu não seja a mais prudente
Mas eu sempre vou dizer o que eu penso
E não porque seja diferente
Quem decide o que é certo e o que é errado?

Eu não ligo pra quem termina, tô nem aí se quiserem
Continuar falando de mim sem que eu peça
Eu não vou mudar (eu não vou mudar)
Não penso em amadurecer

Eu crio as regras do meu próprio jogo
Ainda que não seja perfeito, é meu problema
Não me procure mais (não me procure mais)
Se for só para me criticar

E quando o seu conselho tiver gosto de mezcal
Aí eu vou aceitá-lo
Aí eu vou aceitá-lo
Aí eu vou aceitá-lo

Eu não ligo pra quem termina, tô nem aí se quiserem
Continuar falando de mim sem que eu peça
Eu não vou mudar (eu não vou mudar)
Não penso em amadurecer

Eu crio as regras do meu próprio jogo
Ainda que não seja perfeito, é meu problema
Não me procure mais (não me procure mais)
Se for só para me criticar

E quando o seu conselho tiver gosto de mezcal
Aí eu vou aceitá-lo

Composição: Hanna Nicole / Ashley Grace / Edgar Barrera
Enviada por Fabiélio e traduzida por Suzane. Legendado por Maii. Revisão por Bastii.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog