Ciúmes

Gustavo Mioto

Você pensa que ainda manda em mim
Querendo satisfação depois do fim
Deixou a porta do meu coração aberta
Pensou que ninguém mais ia passar por ela

Será que eu vou ter que escrever não te quero na testa?

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é seu

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é sеu
Vai ter tudo que quiser, mеnos eu

Você pensa que ainda manda em mim
Querendo satisfação depois do fim
Deixou a porta do meu coração aberta
Pensou que ninguém mais ia passar por ela

Será que eu vou ter que escrever não te quero na testa?

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é seu

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é seu

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é seu

Para de me cobrar
Aceita, o nosso amor morreu
Tá com ciúme do que não é seu
Tá com ciúme do que não é seu
Vai ter tudo que quiser, menos eu
Vai ter tudo que quiser, menos eu

Composição: Diego Barão / Gustavo Mioto / Lucas Macenna / Lucas Medeiros
Enviada por Alice.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog