Matemática Na Prática - Parte 2

Gog

Aumente o volume pra questionar os números primos
É determinante estar em grupo em nosso domínio
O X da questão?
Black união, símbolo de superação
Caderno na mão, sorriso expressão
Sem tensão, sem refém
Nem maior nem menor ninguém

Se chamar no VAR, vai tá lá
A tarja preta pra não identificar
Esquadrão além da razão e da proporção
Raiz da quadrada elevada ao enquadro fora do esquadro

Um Preto de direita continua um zero à esquerda
Um Preto de esquerda não é um zero à direita
Na Globo, Isto é, Cruzoé ou na Veja
De qualquer ângulo, mano, o resultado é só perda

Pegar de vez a visão, somar na missão
Subtrair confusão, multiplicar cada ação
Dividir caneca e pão, me chame de irmão
Campeão, vida de cão pra nós não

De igual pra igual, diferença é tão natural
Do Litoral ao Interior, por amor, por amor
Independente de cor, trio Griô se firmou
Complô dos rimador, som em alto teor

Resumo da matéria, breque no click cleck
Operação pente fino não alisa cabelo black
Palavra reta, sem curva, faça Sol, faça chuva
Caiu igual luva, noite e dia nós truva

Periferia, coordenadas condenadas, no zoom
Números complexos do Alemão comum
Mesmo tático, mesma tática anos e óbitos depois
Matemática na prática, parte 2

Matemática outra vez
Na parte dois, século XXI
Brazza, GOG, Renan, essa é a regra dos 3
Nesse 4 por 4, achar um denominador comum

Me diz? Pra resolver a questão quantos param no X?
Eu fiz questão de calcular a raiz
500 anos de opressão e a história se repete
É tanto 0 na conta desses 157

Liga 190, não! Desde 1990 eu não idolatro
Os 666 que apoiaram 64
O juros a mais de 10%, a Previdência só com 100
E com menos de 1. 000 a massa tem que viver bem

Se virando em 12 meses
Pra pagar em 12 vezes
Vários manos ficam 13 quando o décimo terceiro não vem
Inversão de valores
Deputados recebem 15 vezes mais que professores
Aos 16 ela paga 10 em troca de coca
Aos 17 vende o corpo em troca de nota
Aos 18 quem sonhou ser R9 e R10, tá de R15 trocando com a Rota

Mas não erre não, seis balas no tambor do oitão
Pra mandar mais um pro quinto dos inferno a sete palmos do chão

A menina que já tá de nove, tem apenas 14
E outra de 8, se foi na mira do 12
Mas não basta ter visão numérica
O rap me fez ter visão periférica

Einstein provou que energia é igual MC ao quadrado
Eu descobri isso na 105 de rádio ligado
Fui educado com 509 E, Ao Cubo

Matemática na prática, que na escola não é ensinada
E até hoje não sei nada de raiz quadrada
Mas no Capão Redondo entendi o que era raiz quebrada!

Salve GOG 061, salve Brazza 011
Aqui Renan Inquérito 019, desde 99
(-20 anos luz)
Salve os números racionais
Apoiados por mais de 50 mil manos
Mais de 1 milhão de cópias vendidas, eu fã nº 1

Será que são números naturais?
Milhares de pretos nos tribunais
Homem ganha mais, branco ganha mais
Mulher Preta trampa mais, números reais

10 mandamentos, 7 pecados
12 discípulos, 1 deu errado (Judas)
Virô X-9 por 30 moedas de prata
Assim nasceu a delação premiada

A morte aqui vem de graça 0800
51 cachaça, suicídio lento
O povo se vira nos 30 faz o que pode
Trampa na 25 ou de 99

Pega a calculadora pra contar os corpos
Pavilhão 9, 111 mortos (muito mais)
Oitenta tiro de fuzil no preto, extermínio
Oitenta tiro de nariz na branca, condomínio

50 anos em 5, JK
50 tiros em 5 segundo, HK
A arma que matou Marielle
Tem a impressão digital do PSL

E o seu 17?
7 mandato e 30 anos depois
Só fez uma proposta A do número dois
No fim das contas essa é a treta
Uns vivem pelos números
Eu morro pelas letras

Composição: Fábio Brazza / GoG / Orquestra na rua / Renan Inquerito
Enviada por Flávio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog