1, 2, 3

Gian e Giovani

De uma cachaça boa, não abro mão
Comigo, briga tem que ser no braço
Só obedeço as ordens do coração
Tudo que vem na cabeça, eu faço

Já montei cavalo brabo
Conquistei muitas mulheres
Dei a volta pelo mundo
Acreditem se quiserem

Pra chegar onde cheguei
Abri mão da vaidade
E passar o que passei
Tem que ter força de vontade

Não me arrependo do que fiz
Faria tudo de novo
Pra chegar até aqui
Sorrir, cantar para o meu povo

Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez
Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez

Quero ouvir todos cantando
E quem desafinar, cante outra vez

Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez
Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez

Quero ouvir todos cantando
E quem desafinar, cante outra vez

De uma cachaça boa, não abro mão
Comigo, briga tem que ser no braço
Só obedeço as ordens do coração
Tudo que vem na cabeça, eu faço

Já montei cavalo brabo
Conquistei muitas mulheres
Dei a volta pelo mundo
Acreditem se quiserem

Pra chegar onde cheguei
Abri mão da vaidade
E passar o que passei
Tem que ter força de vontade

Não me arrependo do que fiz
Faria tudo de novo
Pra chegar até aqui
Sorrir, cantar para o meu povo

Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez
Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez

Quero ouvir todos cantando
E quem desafinar, cante outra vez

Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez
Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez

Quero ouvir todos cantando
E quem desafinar, cante outra vez

Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez
Vamos dar as mãos um, dois, três
Quem errar o passo, perde a vez

Quero ouvir todos cantando
E quem desafinar, cante outra vez

Composição: Paulo Debétio
Enviada por Ilana. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog