Chizuru

the GazettE

Original Tradução Original e tradução
Chizuru

Gazette - Chizuru

Anata no tegami ni wa yome nai ji dake
Atte sono kuchi kara kikasete hoshii

Narenai shiro wa nigate toiki sae hibiku
Sora no iro sae shiretara sukuwareru noni
Umaku dekinu kokyuu mo itsuka wasuretai
Sou negaeru tsuyo sa mo hikanabi sou de

'Utsu fuse no asu' utaeba toge o tsutau suimin
karada ni karamaserareta Restraint
Even the mind seems to sleep
Hoho ni fureta netsu wa totemo natsukashiku yasashii
Mourou no hazama de mita kage danshoku no yume

Anata ni utsuru watashi no me ga
Anata o miushinau hi ga kite mo
Kono me ni yakitsuite kureteiru
Komorebi no hibi to anata wa
Tsurete ikanaide

Nijimu shiro ga yureru
Kotoba mo wasure sou
Namida wa nagare te doko e yuku no
Watashi no namae o yonde
Kudakeru kurai daite
Kore ijou ushinau no wa kowai

Anata wa doko de watashi no koto utatteiru no
Mimi o sumashite mo hibiku no wa fuantei na kodou
Even the mind seems to sleep
Hoho ni nokotteta hazu no netsu ga omoidasenai
Mourou no hazama de mita no ha kanshoku no ima

Senba no totemo chiisana Anata no negai ni yorisotte
Egao mo kaesezu ni tada Toiki o kazoeteita kioku no saigo ni ?
Anata no koe ga kikoete Subete o nakushita asa
'hitotsu ni narenu futari'

Mil Garças

Gazette - Chizuru

Sua carta contém nada além de traços ilegíveis
Quero te encontrar pra ouvir as palavras vindo dessa boca

Não aceitarei o branco, apenas um fraco suspiro ecoa
Se eu entender as cores do céu eu serei salvo
Também quero esquecer a respiração oscilante algum dia
Mas, apesar de desejar ter força, eu estou secando

"A manhã em que eu me afasto" quando você canta essa canção, espinhos me acompanham enquanto durmo
Restrição se entrelaça em torno do meu corpo
Até mesmo a mente parece dormir
A febre que tocou sua face era suave
Quando olho para as sombras do vazio borrado (eu vejo) as cores quentes de um sonho

Meus olhos refletem sua imagem
Mesmo que o dia em que eu irei perder você de vista irá chegar
Você estará sempre bem em frente aos meus olhos
Em dias em que a luz do sol brilha por entre as copas das árvores
Eu não estarei mais ao seu lado

O branco borrado estremece
E eu também esqueço suas palavras
Para onde as lágrimas estão rolando?
Você está chamando meu nome
Mesmo que eu esteja a ponto de quebrar você está me abraçando fortemente
Tenho medo de ir embora

Onde você está cantando sua canção pra mim?
Meus ouvidos não podem mais ouví-la mas é o eco de uma batida de coração oscilante
Até mesmo a mente parece dormir
É a febre remanescente que não me permite lembrar
Quando olho para as sombras do vazio borrado (eu vejo) as cores frias da realidade

Mil garças minúsculas, por causa do seu desejo elas não me deixam em paz
Sem retornar o seu sorriso, eu conto as lembranças com meu suspiro até o último momento (aparecer)
Eu ouço sua voz no amanhecer quando tudo será nada
"Nós dois não podemos nos tornar um só"

Composição: Uruha
Enviada por Isabela e traduzida por Sayuri. Legendado por Leandra e mais 2 pessoas. Revisões por 8 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de the GazettE

Ver todas as músicas de the GazettE