Baretta

the GazettE

Original Tradução Original e tradução
Baretta

"ame ni nureteiru himawaritachi wa futari no tsugi wo negatte
mimamoru you ni... odayaka na kao de yasashiku saite kuru hi wo matsu"

mizutamari wo nozoki kimi wo ukabe ima mo soba ni kanjiteiru yo
sure chigau naka de kimi wo shikatta te ga ima demo itai

kimi wo tsureteiku shizukesa ga miseta
koufuku to wa yobenai soumatou wa kitto seishi no ano hi wo wasuresasenai tame

kikoeru sono koe ni yorisoeba tada natsukashisa ni tomadotte shimau
sukoshizutsu tokekonde omoidashi ano hi wo mata utsushite hoshii to

"ikanaide" to negatta
ano hi to onaji gogatsu owari no ame to sayonara wa
nidome no saikai wo nurashi yurasu no
soshite subete ga yume da to boku wo warau darou

fureau yubisaki de kanjiau asu e no fuan wa kotoba ni naranai
tada dakiau koto yori mo kokoro ni aru futari no jijitsu ga kienu koto wo

honno sukoshi datta yume no you na hibi odayaka sugita saigo no kotoba ni

"wasurenaide" to negatta
ano hi to onaji rokugatsu hajime no ame agari no sora
nidome no wakare wo tsugeta taiyou
soshite subete ga yume da to boku wo waratta hakanai yume da to

yume ga nokoshita "BARETTA" wo mitsumete kyou wo ikiru

Baretta

Os girassóis que se molham na chuva desejam o nosso futuro para que possa proteger
Elas fazem rostos serenos, florescem carinhosamente e esperam o dia que virá

Olho para a poça d'água e lembro de você, e ainda te vejo do meu lado
Mostrei o silêncio que te leva Tirando isso a mão que você segurou dói até agora

Não posso chamar isso de felicidade
Com certeza as lembranças não vão me deixar esquecer a história daquele dia

Se me aproximo dessa voz que escuto me perco na saudade
E aos poucos lembro daquele dia e quero que aconteça novamente

"Não vá" eu desejei
Junto com o adeus na chuva do fim de maio, igual aquele dia
É para molhar e tremer o nosso segundo reencontro
E assim vou achar que tudo é um sonho e talvez isso me fará sorrir

Com as mãos dadas eu penso no amanhã. A insegurança não consegue se transformar em palavras
Só o ato do abraço e a realidade de nós dois que se acaba dentro do meu peito. E as coisas que podem desaparecer

Foi por um curto período, o dia que me pareceu um sonho. A última palavra que se passou calma

"Não se esqueça" eu desejei
Que nem aquele dia, no começo de junho, quando a chuva terminou
O sol que transmitiu o nosso segundo adeus
E assim achei que tudo era um sonho e eu sorri

Então era um bom sonho...

Enviada por Mayara e traduzida por Priscila. Legendado por Leandra e Aricia. Revisão por bruna.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de the GazettE

Ver todas as músicas de the GazettE