Without a Trace

the GazettE

Original Tradução Original e tradução
Without a Trace

seijaku na ishiki wa hagare
yukuri to ashioto wo tatezuni
hai ni nari konagona ni chiru
sore dake....
sore dake...
without a trace

muchi ni shiru kanojo wa
muryoku yori hikyou
konzei ishiki no soko haru
senzai ishiki ni toikakeru
me no mae no hasu ga mienai

tachitsukusu kisetsu ni iki wo ume te
sukui wo matta kimi wa nure
mou kikoe wa shinai kareta uta wa
ate mo naku naiteiru

soushitsu ni nagasu namida wa
tare de te kurushimi ni mo nagareru
dare mo ga mi korosu ka no yo
mabuta wo tojiru

rasen ni karamaru karada ga
yukuri yukuri nejireru
sen no toi o nodori ate tou
ore ni nani ga sukueru
me no mae de hasu ga shinderu

tachitsukusu kisetsu ni iki wo ume te
sukui wo matta kimi wa nure
mou kikoe wa shinai kareta uta wa
ate mo naku naiteiru

furishikiru kasumi ga nareru you ni
ikite wakashi ga kieru you ni

konno uta ga kimi he to
todoku no nara
gizen da to omou darou

tachitsukusu kisetsu ni iki wo ume te
sukui wo matta kimi wa nure
mou kikoeru you ni kaketa koe wa
modosenai tsumi to shiru

Sem Pistas

Eu me dispo de minha fragil consciência
Lentamente, sem que meus passos façam som algum
Eu me quebro em pedaços muito pequenos, reduzidos a pó
Não mais que isso?
Não mais que isso?
Sem pistas

Os sentimentos que eu ignorantemente conheço
De incapacidade minha covardia
Se arrasta para o fundo de minha mistura de consciência
Eu pergunto inconscientemente
A lótus em frente a meus olhos não pode ser vista

Eu enterro minha respiração na imóvel estação
Você, que esperou por ajuda, se molha
A música murcha que você não ouve mais
Está chorando à toa.

As lagrimas que derramei por minha perda
Também se derrama em minha dor, estendendo-a
Assim como todo mundo more sem ajuda
Eu fecho minhas pálpebras

Na espiral, meu corpo entrelaçado
lentamente, lentamente se contorce
Em minha garganta estão as milhares de perguntas que quero fazer
Para mim, o que eu posso salvar?
Na frente de meus olhos, a lótus morrendo.

Eu enterro minha respiração na imóvel estação
Você, que esperou por ajuda, se molha
A música murcha que você não ouve mais
Está chorando à toa.

Como uma névoa intensa se dissipando
Como a prova de uma existência que não vai desaparecer

Se esta música puder te alcançar
Você provavelmente
pensará que é hipocrisia

Eu enterro minha respiração na imóvel estação
Você, que esperou por ajuda, se molha
Como minha voz enforcada que você não pode mais ouvir
Eu sei que meus pecados não podem ser restaurados

Composição: Matsumoto Takanori
Enviada por Sarah e traduzida por Luiz. Legendado por Leandra. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de the GazettE

Ver todas as músicas de the GazettE