Dancing In a Liquid Veil

Funeral

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Dancing In a Liquid Veil

Tis Blood thou seeketh?
Thou canst hurt me if thou want it
Burn and break me
Run your nails clean through me
For not even the pity of vultures am I worthy
White skin stings the eyes
But the soft, red, brush loves soothing ache
With cold, steel, serrated lips
I kiss myself so hard

And the picture painted is one of death
Skin-like canvas
Yearns and. beckons
Screaming for repentance

The feeling when flesh parts
Gaping wounds speaking its beauty in riddles
A mute crescendo of spewing blood

Run your nails clean through me
For not even the pity of vultures am i worthy
White skin stings the eyes
But the soft, red, brush loves soothing ache
With cold, steel, serrated lips
I kiss myself so hard

Drenched in surreal pain
And dancing in a liquid veil
A constant spray of fading life
Led by angels dressed as demons
Sweet are their arms to die in
But they carry thorns
Thorns that rapture and release
Behold my art
The flesh takes form

Dança em um véu líquido

Tis Sangue te busque?
Tu podes me machucar se tu quer que ele
Burn e quebra-me
Executar suas unhas limpas através de mim
Pois nem mesmo a pena de abutres sou digno
pele branca arde os olhos
Mas o macio, vermelho, escova ama ache reconfortante
Com frio, aço, lábios serrilhadas
Eu me beijar tão difícil

E o quadro pintado é um dos morte
tela semelhante à da pele
Anseia e. acena
Gritando para o arrependimento

O sentimento quando as peças de carne
Feridas abertas que falam a sua beleza em enigmas
Um crescendo mute de sangue espirrando

Executar suas unhas limpas através de mim
Pois nem mesmo a pena de abutres sou digno
pele branca arde os olhos
Mas o macio, vermelho, escova ama ache reconfortante
Com frio, aço, lábios serrilhadas
Eu me beijar tão difícil

Encharcado de dor surreal
E dançando em um véu líquido
Um spray constante da vida desvanecendo
Liderados por anjos vestidos de demônios
Doces são os braços para morrem em
Mas eles carregam espinhos
Espinhos que êxtase e libertação
Eis aqui minha arte
A carne toma forma


Dicionário de pronúncia


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Funeral

Ver todas as músicas de Funeral