The Latest Plague

From First To Last

Original Tradução Original e tradução
The Latest Plague

From First To Last
"The Latest Plague"

What would you say?
This blood is thick
This blemished face
A dark crooked nose
And a chance to say
Whatever it wanted
Through its blemished throat
Or be alone
Would you give a fuck
If only to her
Will now depend
Like shallow water
The sound of victim men
Crawling up your walls

(Refrão)
Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down, don't tell me
Don't tell me where I don't belong

Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down, don't tell me
Don't tell me where I don't belong

Oh, I heard a sick, sad voice
Oh, cause honestly, I turned to her and said
You need to be medicated
Time for another prescription
For a full side vision
If you're with me
We'll send greetings to hell
With the snap of our voices...

(Refrão)
Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down, don't tell me
Don't tell me where I don't belong

Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down,
Don't tell me where I don't belong

I wonder why you're oh so full of shit
You'll be knocked on the floor
So don't you push that precious sweat
Oh you judge his secrecy on shit
You'll be knocked on the floor
So don't you play!

(Refrão)
Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down, don't tell me
Don't tell me where I don't belong

Fake faces everywhere I see
Fake people looking back at me
Sit down,
Don't tell me where I don't belong.

The Latest Plague

Do primeiro ao último
A Última Praga

O que eu deveria dizer?
Esse sangue é grosso
Essa face manchada
Um escuro nariz torto
E a chance de dizer
Qualquer coisa que quisesse
Atráves dessa garganta faminta
Ou ficar sozinho
Deveria dar a mínima para essa porra?
Se fosse apenas ela
Irá agora depender
Como águas rasas
O som das vítimas
Escalando sua parede

(Refrão)
Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço

Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço

Oh, eu ouvi uma doente, triste voz
Oh, porque honestamente, eu virei para ela e disse
Você precisa ser medicada
Hora de uma outra prescrição
Para uma completa visão de outro ângulo
Se você está comigo
Enviaremos uma saudação ao inferno
Com o estalo de nossas vozes...

(Refrão)
Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço

Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço

­...

Eu imagino o porque oh, você é uma grande merda
Você será derrubado no chão
Então não empurre esse precioso suor
Oh você julga seu sigilo em merda
Você será derrubado no chão
Então não brinque!

(Refrão)
Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço

Rostos falsos em todo lugar que eu vejo
Pessoas falsas indo atrás de mim
Sente-se, e não me diga
Não me diga aonde eu não pertenço.

Composição: From First to Last
Enviada por Daniela e traduzida por Luana.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog