La Pachanga

Francisco, El Hombre

Original Tradução Original e tradução
La Pachanga

Me voy a descubrir lo que me falta aqui
Prometo que, yo volveré pero cuando yo no sé
Me voy a aprender con la cumbia villera
Bailar cueca brava en la cordillera
Que los mariachis dediquen rancheras a ti
Mostrarle el axé a un gringo viajando
Tomando un buen vino entre pasos de tango
Y el rock argentino que nunca se va a callar
Me voy a descubrir lo que me falta aqui
Prometo que, yo volveré pero cuando yo no sé

De salsa a samba pasando por rumba
El folclór de violeta sale de la tumba
Y juntamos los primos candombé y maracatu
Y ver la fuerza del tecnobrega
Como bossa nova en su propia era
Si piensas que aqui no hay pachanga te pongo a bailar
Te pongo a bailarla
Te pongo a bailarla
Te pongo a bailarla
Te pongo a bailarla pachanga

Me voy a descubrir lo que me falta aqui
Prometo que, yo volveré pero cuando yo no sé
De salsa a samba pasando por rumba
El folclór de violeta sale de la tumba
Y juntamos los primos candombé y maracatu
Y ver la fuerza del tecnobrega
Como bossa nova en su propia era
Si piensas que aqui no hay pachanga te pongo a bailar

A Pachanga

Eu vou descobrir o que me falta aqui
Prometo que voltarei, mas não sei quando
Eu vou aprender a cumbia de vila
Dançar cuenca brava nas montanhas
Que os mariachis dediquem rancheras a você
Vou mostrar o axé a um gringo viajando
Tomando um bom vinho entre passos do tango
E o rock argentino que nunca será silenciado
Eu vou descobrir o que me falta aqui
Prometo que voltarei, mas quando eu não sei

De salsa a samba passando por rumba
O folclore de violeta que sai da tumba
E juntamos dois primos, candomblé e maracatu
E ver a força do tecnobrega
Como a bossa nova em sua própria época
Se você acha que aqui não tem pachanga, eu te ponho pra dançar
Te faço dançá-la
Te faço dançá-la
Te faço dançá-la
Te faço dançar a pachanga

Eu vou descobrir o que me falta aqui
Prometo que voltarei, mas quando eu não sei
De salsa a samba passando por rumba
O folclore de violeta que sai da tumba
E juntamos dois primos candomblé e maracatu
E ver a força do tecnobrega
Como bossa nova em sua própria época
Se você acha que aqui não tem pachanga, eu te ponho pra dançar

Enviada por Léo e traduzida por Jady. Legendado por Larissa. Revisão por Cassio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog