Chiamami Per Nome

Francesca Michielin

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Chiamami Per Nome

Oggi ho una maglia che non mi dona
Corro nel parco della mia zona
Ma vorrei dirti non ho paura
Vivere un sogno porta fortuna

La tua rabbia non vince
Certi inizi non si meritano nemmeno una fine
Ma la tua bocca mi convince
Un bacio alla volta, come sassi contro le vetrine

Le mie scuse erano mille, mille
E nel cuore sento spille, spille
Prova a toglierle tu, baby, tu, baby

Chiamami per nome
Solo quando avrò perso le parole
So che, in fondo, ti ho stupito arrivando qui da sola
Restando in piedi, con un nodo alla gola
Chiamami per nome
Perché, in fondo, qui sull’erba, siamo mille, mille
Sento tutto sulla pelle, pelle
Ma vedo solo te, baby, te, baby

In ascensore spreco un segno della croce e quindi?
So bene come dare il peggio non darmi consigli
Cerco un veleno che non mi scenda mai
Ho un angelo custode sadico
Trovo una scusa, ma che cosa cambierà?

La grande storia banale
Prima prosciughiamo il mare
Poi versiamo lacrime
Per poterlo ricolmare

Le promesse erano mille, mille
E nel cuore sento spille, spille
Prova a toglierle tu, baby, tu, baby

Chiamami per nome
Solo quando avrò perso le parole
So che, in fondo, ti ho stupito venendo qui da solo
Guidando al buio, piango come uno scemo
Chiamami per nome
Perché, in fondo, qui sull’erba, siamo mille, mille
Sento tutto sulla pelle, pelle
Ma vedo solo te, baby, te, baby

Mi sembra di morire, quando parli di me in un modo che odio
Aiutami a capire se alla fine, di me, vedi solo il buono
Sotto questo temporale piove sulla cattedrale
Rinunceremo all’oro, scambiandolo per pane

Chiamami per nome
Solo quando avrò perso le parole
So che, in fondo, ci ha stupiti finire qui da soli
In questo posto, ma se poi non mi trovi
Chiamami per nome
Perché, in fondo, qui sull’erba, siamo mille, mille
Sento tutto sulla pelle, pelle
Ma vedo solo te, baby, te, baby

Le promesse sono mille, mille
Ma non serve siano mille
Ora che ho solo te, baby, te, baby

Me chame pelo nome

Hoje eu tenho uma camisa que não combina comigo
Eu corro no parque na minha área
Mas eu gostaria de dizer que não tenho medo
Viver um sonho traz boa sorte

Sua raiva não vence
Alguns começos nem mesmo merecem um fim
Mas sua boca me convence
Um beijo de cada vez, como pedras contra as vitrines

Minhas desculpas foram mil, mil
E no meu coração eu sinto alfinetes, alfinetes
Tente tirá-los de você, baby, você, baby

Me chame pelo nome
Só quando eu perdi minhas palavras
Eu sei que, afinal, te surpreendi por vir aqui sozinho
Levantando-se, com um nó na garganta
Me chame pelo nome
Porque afinal aqui na grama somos mil, mil
Eu sinto tudo na pele, pele
Mas eu só vejo você, baby, você, baby

No elevador, perco um sinal da cruz, e daí?
Eu sei dar o pior, não me dar conselhos
Estou procurando um veneno que nunca sai
Eu tenho um anjo da guarda sádico
Acho uma desculpa, mas o que vai mudar?

A grande história banal
Vamos drenar o mar primeiro
Então nós derramamos lágrimas
Ser capaz de preenchê-lo

As promessas eram mil, mil
E no meu coração eu sinto alfinetes, alfinetes
Tente tirá-los de você, baby, você, baby

Me chame pelo nome
Só quando eu perdi minhas palavras
Eu sei que, no fundo, te surpreendi por vir aqui sozinho
Dirigindo no escuro, eu choro como um idiota
Me chame pelo nome
Porque afinal aqui na grama somos mil, mil
Eu sinto tudo na pele, pele
Mas eu só vejo você, baby, você, baby

Eu sinto que estou morrendo quando você fala sobre mim de um jeito que eu odeio
Ajude-me a entender se no final você só vê o que há de bom em mim
Sob esta tempestade chove na catedral
Vamos desistir do ouro, confundindo-o com pão

Me chame pelo nome
Só quando eu perdi minhas palavras
Eu sei que, afinal, ficamos maravilhados por acabar aqui sozinhos
Neste lugar, mas se você não me encontrar, então
Me chame pelo nome
Porque afinal aqui na grama somos mil, mil
Eu sinto tudo na pele, pele
Mas eu só vejo você, baby, você, baby

As promessas são mil, mil
Mas não há necessidade de ser mil
Agora que eu só tenho você, baby, você, baby

Composição: Dargen D’Amico / Francesca Michielin / Fedez / Davide Simonetta / Raina / Mahmood
Enviada por Alany. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Francesca Michielin

Ver todas as músicas de Francesca Michielin