Cheyenne

Francesca Michielin

Original Tradução Original e tradução
Cheyenne

E ripenso al weekend
Quando tutte le volte
Ascoltavi Stevie Wonder
In soffitta da me
Qui da camera mia
Vedo il tramonto ma
Se ti chiamo, poi litighiamo
Il cielo del Marocco è spento

A che serve un weekend
Se non sai dove abito
Chiedi sempre di me
Anche oggi che è sabato
Io mi chiedo perché stiamo parlando ma
Da lontano non ci sfioriamo
Il cerchio è chiuso noi ci siamo
Dentro
Se c’è troppo silenzio non ti sento

Lo sai che ridere che fa
Partire con la pioggia
Entrare in un museo
Aspettando che finisca
Un po’ come al liceo
Con la tua mano nella tasca
Sentirsi due Cheyenne con una freccia

Vorrei sapere solo se
Ti scoccia e non ti manca
Fumare qui con me l’ultima sigaretta
Diventerei per te un altro continente
Se fossimo Cheyenne ma siamo solo gente

Ti ricordi il weekend dentro questa piscina
Siamo niente di che
Stavo meglio per strada
A parlare con te
Fino alla mattina ma
Da vicino non ci capiamo
Il cerchio è chiuso e noi ci siamo
Dentro
Se c’è troppo silenzio non ti sento

Lo sai che ridere che fa
Partire con la pioggia
Entrare in un museo
Aspettando che finisca
Un po’ come al liceo
Con la tua mano nella tasca
Sentirsi due Cheyenne con una freccia

Vorrei sapere solo se
Ti scoccia e non ti manca
Fumare qui con me l’ultima sigaretta
Diventerei per te un altro continente
Se fossimo Cheyenne ma siamo solo gente

Solo gente che sbaglia e poi si chiama amore
Questi tagli sul cuore bruciano
Più di meduse
Sulla pelle

Vorrei sapere solo se
Ti scoccia e non ti manca
Fumare qui con me l’ultima sigaretta
Conquisterei per te un altro continente
Se fossimo Cheyenne ma siamo solo gente

Cheyenne

Me recordo do final de semana
Quando em todas as vezes
Tu ouvia Stevie Wonder
No sótão comigo
Aqui no meu quarto
Vejo o pôr do sol mas
Se te chamo, logo brigamos
O céu do Marocco é vasto

De que serve o final de semana
Se não sabe onde moro
Pergunta sempre de mim
Também hoje que é sábado
E eu me pergunto porque estamos conversando se
De longe nós não nos tocamos
O círculo está fechado nós estamos
Dentro
Se há muito silêncio não te escuto

Tu sabe que risada isso faz
Sair com chuva
Entrar em um museu
Esperado que acabe
Um pouco como no colégio
Com a tua mão no bolso
Sentindo-se dois Cheyenne com um flecha

Eu gostaria de saber apenas se
Te encomoda e não sente falta
Fumar aqui comigo o último cigarro
Me tornarei para você um outro continente
Se fossemos Cheyenne mas somos apenas pessoas

Se lembra do final de semana dentro desta piscina
Não somos nada lá
Eu estava melhor na estrada
Falando contigo
Até de manhã mas
De perto não nos entendemos
O círculo está fechado nós estamos
Dentro
Se é muito silêncio não te escuto

Tu sabe que risada isso faz
Sair com chuva
Entrar em um museu
Esperado que acabe
Um pouco como no colégio
Com a tua mão no bolso
Sentindo-se dois Cheyenne com um flecha

Eu gostaria de saber apenas se
Te encomoda e não sente falta
Fumar aqui comigo o ultimo cigarro
Me tornarei para você um outro continente
Se fossemos Cheyenne mas somos apenas pessoas

Apenas pessoas que erram e então se chamam amor
Esses corte no coração que queimam
Mais que medusas
Na pele

Eu gostaria de saber apenas se
Te encomoda e não sente falta
Fumar aqui comigo o ultimo cigarro
Conquistarei para você um outro continente
Se fossemos Cheyenne mas somos apenas pessoas

Composição: Paolo Alberto Monachetti / Davide Simonetta / Alessandro Raina / Alessandro Mahmoud / Francesca Michielin
Enviada por Lidiamara e traduzida por Roberta. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Francesca Michielin

Ver todas as músicas de Francesca Michielin