Arquivo Morto

Filho Do Justo

Veja no que me tornei
Tudo que minha mãe não quis
Um sujeito sem lei
Que deve respeito somente
Pros próprios porém's
E não dá nada além
Do que sérios problemas
E vive em um dilema

Se fico e morro
Mato o leão de novo
Ou pego os meus pertences
Separo o trigo do joio
Olhei lá pro portão
Aquela tia de novo
Dizendo que Deus quer me dá o renovo

O inacreditável é que o senhor me aceita
Mesmo com dez grama no colchão
O coração nesse mundão
E a ponto na gaveta
O inacreditável é que o senhor me aceita
E eu me pergunto onde ele vai se encaixar
Num coração que só plantou
Maldade e tristeza

Avisa que eu sou passado
Sou arquivo morto
Oh pai tô precisando
É nascer de novo
Esquecer o passado eu sei que é osso
Melhor avisar a firma
Que eu saí do jogo


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Filho Do Justo

Ver todas as músicas de Filho Do Justo