Cadê Você

Fernando

Ah! Por que fostes pra mim um caminho perdido?
Um caminho com seu jeitinho
Com seu cheirinho
Tão perdido e lindo

Fui um forasteiro em sua estrada
Andarilho de seu carinho
Nas riscas das vias danadas
Seu corpo nu eu beijava

Eu sambava com alegria
Nessa estrada em que vivia
Girava, girava...
Sem preocupar por onde eu parava

E se fizesse frio
Causando em minha alma um arrepio
Você chegava com um abraço seu, um cobertor
Todo quente e doloroso de seu amor

Esta ternura, que em ti perpetua
Deve ser lembrada e honrada
Quero te reencontrar pela cidade
Reviver tempos, matar a saudade

Ah! Meu amor!
Onde está o meu amor?


Posts relacionados

Ver mais no Blog