Cebola Cortada

Fagner

O orvalho da noite
Brinca na luz do luar
Quem acredita em sereia
Sabe os segredos do mar

A cachoeira cantando
É a canção natural
Sempre lembrando pra gente
Que amar nunca faz mal

Teu amor é cebola cortada, meu bem
Que logo me faz chorar
Teu amor é espinho de mandacaru
Que gosta de me arranhar

Teu olhar é cacimba barrenta, meu bem
Que eu gosto de espiar

O orvalho da noite
Brinca na luz do luar
Quem acredita em sereias
Sabe os segredos do mar

A cachoeira cantando
É a canção natural
Sempre lembrando pra gente
Que amar nunca faz mal

Teu amor é cebola cortada, meu bem
Que logo me faz chorar
Teu amor é espinho de mandacaru
Que gosta de me arranhar

Teu olhar é cacimba barrenta, meu bem
Que eu gosto de espiar

Composição: Petrucio Maia / Clodo Ferreira
Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog