Tiro Certeiro

Fagner

Tiro certeiro
O teu olhar bateu no meu
Como o Sol amanheceu
Sobre as plantas no quintal

E foi queimando
Esquentando tudo dentro
E a partir desse momento
Teu olhar brilhou no meu

O teu olhar
Teu olhar brilhou no meu
O teu olhar
Teu olhar brilhou no meu

É no olhar
Que o poeta amola o verso
Com que fere o universo
Até sangrar a beleza
E com certeza
É com os olhos que se chora
Que se pede, que se implora
Que se fala da tristeza

É no olhar
Que agasalha o amor
É lá que mora o rancor
Onde habita a paixão

Olhe pra mim
Pro povo trabalhador
Olhe pra tudo ao redor
E tire os olhos do chão

O teu olhar
Teu olhar brilhou no meu
O teu olhar
Teu olhar brilhou no meu

Composição: Clodo Ferreira / Clésio Ferreira / Climério Ferreira
Enviada por Vanderley. Revisão por Lia.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog