Rivers

Epica

Original Tradução Original e tradução
Rivers

Become one with imagination
No more fairytales
Our souls will unite together
We will lift the veil

Your touch has turned to stone
No fire in your bones
It's time to leave the past behind
The road is neverending
All dreams will start ascending
Beyond the boundaries of the mind

Break loose from the chains
Rise above the waves
Fighting in the darkness
Dancing in the light
Break out of your cage
Turn another page
Drowning in the river
Swim against the tide of life

Holding tight to the ever after
Living for a sign
To survive raging storms together
Through the eyes of time

The eyes shows no reflection
No dreams without inception
Exists within oceans of time

Break loose from the chains
Rise above the waves
Fighting in the darkness
Dancing in the light
Break out of your cage
Turn another page
Drowning in the river
Swim against the tide of life

The coil in which we're living
Is no more than a prison
The scheme of life became deranged
Dark clouds with silver linings
Attain the mysteries of shadow and shine

Break loose from the chains
Rise above the waves
Fighting in the darkness
Dancing in the light
Break out of your cage
Turn another page
Drowning in the river
Swim against the tide of life

Rios

Torne-se um com imaginação
Chega de contos de fadas
Nossas almas se unirão
Nós vamos levantar o véu

Seu toque se transformou em pedra
Sem fogo em seus ossos
É hora de deixar o passado para trás
A estrada não tem fim
Todos os sonhos começarão a subir
Através dos limites da mente

Liberte-se das correntes
Eleve-se acima das ondas
Lutando na escuridão
Dançando na luz
Saia da sua jaula
Vire outra página
Afogando-se no rio
Nade contra a maré da vida

Segurando firme para sempre
Vivendo por um sinal
Para sobreviver a tempestades violentas juntos
Através dos olhos do tempo

Os olhos não mostram reflexo
Sem sonhos sem começo
Existe dentro de oceanos de tempo

Liberte-se das correntes
Eleve-se acima das ondas
Lutando na escuridão
Dançando na luz
Saia da sua jaula
Vire outra página
Afogando-se no rio
Nade contra a maré da vida

A bobina em que vivemos
É mais que outra prisão
O esquema da vida tornou-se perturbado
Nuvens escuras com forros de prata
Alcance os mistérios da sombra e do brilho

Liberte-se das correntes
Eleve-se acima das ondas
Lutando na escuridão
Dançando na luz
Saia da sua jaula
Vire outra página
Se afogando no rio
Nade contra a maré da vida

Composição: Rob Van Der Loo / Isaac Delahaye / Arien Van Weesenbeek / Simone Simons / Coen Janssen / Mark Jansen / Joost Van Der Broek
Enviada por Ian e traduzida por Bea_Rabelo. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog