Cry For The Moon (The Embrace That Smothers) (Pt. IV)

Epica

Original Tradução Original e tradução
Cry For The Moon (The Embrace That Smothers) (Pt. IV)

Follow your common sense
You cannot hide yourself
Behind a fairytale
Forever and ever

Only by revealing the
Whole truth can we disclose
The soul of this sick bulwark
Forever and ever
Forever and ever

Indoctrinated minds
So very often contain
Sick thoughts and commit most
Of the evil they preach against

Don't try to convince me
With messages from God
You accuse us of sins
Committed by yourselves

It's easy to condemn
Without looking in the mirror
Behind the scenes
Opens reality

Eternal silence
Cries out for justice
Forgiveness is not for sale
Nor is the will to forget

Follow your common sense
You cannot hide yourself
Behind a fairytale
Forever and ever

Only by revealing the
Whole truth can we disclose
The soul of this sick bulwark
Forever and ever

Virginity has been stolen
At very young ages
And the extinguisher
Loses its immunity

Morbid abuse of power
In the garden of Eden
Where the apple
Where the apple gets a youthful face
Youthful face

Eternal silence
Cries out for justice
Forgiveness is not for sale
Nor is the will to forget

Follow your common sense
You cannot hide yourself
Behind a fairytale
Forever and ever

Only by revealing the
Whole truth can we disclose
The soul of this sick bulwark
Forever and ever
Forever and ever

Eternal silence
Cries out for justice
Forgiveness is not for sale
Nor is the will to forget

You can't go on
Hiding yourself behind
Old fashioned fairytales
And keep washing your hands in innocence

Pedir o Impossível (o Abraço Que Sufoca) (Pt. IV)

Siga seu bom senso
Você não pode se esconder
Atrás de contos de fadas
Eternamente

Apenas revelando
Toda a verdade, poderemos descobrir
A alma deste baluarte doentil
Eternamente
Eternamente

Mentes indoutrinadas
Frequentemente contêm
Pensamentos doentios e cometem a maioria
Dos males que eles pregam contra

Não tente me convencer
Com mensagens de Deus
Você nos acusa dos pecados
Cometidos por vocês mesmos

É fácil condenar
Sem se olhar no espelho
Nos bastidores
A realidade é aberta

O silêncio eterno
Clama por justiça
O perdão não está à venda
E nem a vontade de esquecer

Siga seu bom senso
Você não pode se esconder
Atrás de contos de fadas
Eternamente

Apenas revelando
Toda a verdade, poderemos descobrir
A alma deste baluarte doentil
Eternamente

A virgindade foi roubada
Em tão jovem idade
E o exterminador
Perde sua imunidade

Abuso mórbido de poder
No Jardim do Éden
Aonde a maçã
Aonde a maçã ganha uma face jovial
Face jovial

O silêncio eterno
Clama por justiça
O perdão não está à venda
E nem a vontade de esquecer

Siga seu bom senso
Você não pode se esconder
Atrás de contos de fadas
Eternamente

Apenas revelando
Toda a verdade, poderemos descobrir
A alma deste baluarte doentil
Eternamente
Eternamente

O silêncio eterno
Clama por justiça
O perdão não está à venda
E nem a vontade de esquecer

Você não pode continuar
Se escondendo
Atrás de conto de fadas antiquados
E continuar lavando suas mãos em inocência

Composição: Mark Jansen / Ad Sluijter / Yves Huts
Enviada por Tássia e traduzida por Renato. Legendado por Jonathan e mais 5 pessoas. Revisões por 14 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog