Rap do Akira Fudou (Devilman Crybaby) | Coração Humano

Enygma

O amor não existe
Não existe nada disso
Portanto, não existe tristeza
Pelo menos, era isso que eu pensava

E se eu te dissesse
Que existem demônios que a carne humana vestem?
Vivendo entre nós como se nada fizessem
E que eles existem antes mesmo de a gente existir
De estarmos aqui
Eu não sou ninguém
Não tenho nenhuma habilidade ou físico algum
De frente a um demônio
Tentando salvar meu amigo, eu seria morto
Se eu também não fosse um

Não é porque eu tenho esse corpo
Que eu não sou bom
Vocês querem o Amon de volta
Eu não sou Amon
Mesmo que eu seja o demônio mais forte e brutal
Eu vou derrotar os demônios, de igual pra igual
Quero que me mate se algum dia alguém tiver tocado
Eu nunca iria os perdoar por terem o matado
Eu também não posso permitir que mate inocentes, Ryo
Mesmo que saibam sobre mim, você os matou

Demônios possuem qualquer pessoa
E um deles possuiu o meu pai
Não pude salvar ninguém de novo
Sinto que eu não sou capaz
Vendo o olhar da minha mãe
Com isso devo acabar
Eu não vou dar o que deseja
Silene, eu não vou te perdoar
Eu vou te matar
Da minha ira não escapa
Eu vou te matar
Por matar quem me amava

Porque mesmo que eu tenha o corpo de um demônio
Sei que o meu coração ainda é humano
Sou Devilman
Devilman, Devilman

Mesmo que eu tenha o corpo de um demônio
Sei que o meu coração ainda é humano
Sou Devilman
Devilman, Devilman

Demônios são realmente seres sem coração?
Porque aquilo que eu vi foi amor e compaixão
Enfim revelado pra humanidade toda a história
A existência de demônios
A Caixa de Pandora

Não é como a gente imaginou
A era do terror começou
Assim como os meus pais
Os pais da Miki morreram também
Parece que eu não consigo salvar ninguém
Akuma Akira
Minha raiva só subiu
Não posso acreditar
Meu amigo me traiu
Você também é humano, Ryo
Então, por que você fez isso?
Você era o meu amigo

Por que vocês se odeiam tanto?
Meu coração ainda é humano
Mas ver a Miki morrer
Me fez perceber
Vocês que são demônios
Ryo, você é Satã
Pra termos um amanhã
Vai ter uma guerra, e nela, eu vou te derrotar
Desse jeito a humanidade irá acabar
Infelizmente essa é uma guerra
Que eu não posso ganhar

O amor não existe
Não existe nada disso
Portanto, não existe tristeza
Pelo menos, era isso que eu pensava

Porque mesmo que eu tenha o corpo de um demônio
Sei que o meu coração ainda é humano
Sou Devilman
Devilman, Devilman

Mesmo que eu tenha o corpo de um demônio
Sei que o meu coração ainda é humano
Sou Devilman
Devilman, Devilman

Composição: Enygma
Enviada por Karma. Revisão por Carolina.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog