LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Yira yira

Enrique Santos Discépolo

Tradução automática via Google Translate

Yira yira

Cuando la suerte qu' es grela,
fayando y fayando
te largue parao;
cuando estés bien en la vía,
sin rumbo, desesperao;
cuando no tengas ni fe,
ni yerba de ayer
secándose al sol;
cuando rajés los tamangos
buscando ese mango
que te haga morfar...
la indiferencia del mundo
-que es sordo y es mudo-
recién sentirás.

Verás que todo el mentira,
verás que nada es amor,
que al mundo nada le importa...
¡Yira!... ¡Yira!...
Aunque te quiebre la vida,
aunque te muerda un dolor,
no esperes nunca una ayuda,
ni una mano, ni un favor.

Cuando estén secas las pilas
de todos los timbres
que vos apretás,
buscando un pecho fraterno
para morir abrazao...
Cuando te dejen tirao
después de cinchar
lo mismo que a mí.
Cuando manyés que a tu lado
se prueban la ropa
que vas a dejar...
Te acordarás de este otario
que un día, cansado,
¡se puso a ladrar!

Yira yira

Quando a sorte qu 'é Grela,
fayando e fayando
grande para você;
quando você está no bom caminho,
sem rumo, desesperao;
quando eles não têm fé,
ou grama ontem
secagem ao sol;
quando Rajesh Tamang
procurando que lidar com
você morph ...
indiferença do mundo
-Quem é surdo e mudo
apenas senti-lo.

Você vê todas as mentiras,
ver que nada é amor,
que o mundo não se importa ...
Yira! ... Yira! ...
Mesmo se você quebrar a vida
mesmo se você morder uma dor
ninguém esperar ajuda
ou a mão, ou um favor.

Quando pilhas secas
de todos os anéis
que você espreme,
procurando um peito fraterno
Abraçar a morrer ...
Quando você deixa Tirao
após cinching
a mesma coisa para mim.
Quando manya que o seu lado
vestuário são testados
que vai dar ...
Lembro-me este otario
Um dia, cansado,
Latiu!

Composição: Enrique Santos Discépolo Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Cristina. Revisão por Bruno.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Enrique Santos Discépolo

Ver todas as músicas de Enrique Santos Discépolo