Original Tradução Original e tradução
Tarkus

Has the dawn ever seen your eyes?
Have the days made you so unwise?
Realize, you are
Had you talked to the winds of time?
Then you'd know how the water rhyme
Taste of wine
How can you know where you've been?
In time you'll see the sign
And realize your sin

Will you know how the seed is sown?
All your time has been overgrown
Never known
Have you walked on the stones of years?
When you speak, is it you that hears?
Are your ears full?
You can't hear anything at all

The preacher said a prayer
Save every single hair on his head
He's dead
The minister of hate had just arrived too late to be spared
Who cared?
The weaver in the web that he made!
The pilgrim wandered in
Commiting ev'ry sin that he could
So good
The cardinal of grief was set in his belief he'd saved
From the grave
The weaver in the web that he made!

The high priest took a blade
To bless the ones that prayed
And all obeyed
The messenger of fear is slowly growing, nearer to the time
A sign
The weaver in the web that he made!
A bishop rings a bell
A cloak of darkness fell across the ground
Without a sound!
The silent choir sing and in their silence
Bring jaded sound, harmonic ground
The weaver in the web that he made!

Clear the battlefield and let me see
All the profit from our victory
You talk of freedom, starving children fall
Are you deaf when you hear the season's call?
Were you there to watch the earth be scorched?
Did you stand beside the spectral torch?
Know the leaves of sorrow turned their face
Scattered on the ashes of disgrace
Every blade is sharp; the arrows fly
We're the victims of your armies lie
Where the blades of grass and arrows rain
Then there will be no sorrow
Be no pain

Tarkus

Terá a manhã visto alguma vez os seus olhos?
Será que os dias fizeram você ficar tão tolo?
Encare os fatos, você é
Terá você conversado com os ventos do tempo?
Assim você saberia como a água permanece em harmonia
Qual é o sabor do vinho
Como você pode saber por onde esteve?
Na hora você vai ver o sinal
E se dar conta do seu pecado

Será que você vai saber como a semente é semeada?
Tudo no seu tempo amadureceu
Sem nunca saber
Você andou entre as rochas dos anos?
Quando você fala, é você quem ouve?
Seus ouvidos estão cheios?
Você não consegue ouvir nada

O padre fez uma oração
Guarde cada um dos fios de cabelo em sua cabeça
Ele morreu
O ministro do ódio chegou tarde demais para ser dispensado
Quem se importou?
O tecelão na teia que ele mesmo fez!
O peregrino vagou
Cometendo todos os pecados que poderia
Que bom
O cardeal da dor foi levado a acreditar que ele foi salvo
Da cova
O tecelão na teia que ele mesmo fez!

O sacerdote mais poderoso tomou uma lâmina
Para abençoar os que oraram
E todos obedeceram
O mensageiro do medo está crescendo lentamente, mais próximo ao tempo
Um sinal
O tecelão na teia que ele mesmo fez!
Um bispo soa um sino
Um manto de escuridão caiu sobre o chão
Sem nenhum barulho!
O coro silencioso cantou e durante seu silêncio
Trouxeram um som exausto, harmoniosamente abafado
O tecelão na teia que ele mesmo fez!

Limpe o campo de batalha e deixe-me ver
Todas as provas de nossa vitória
Você fala de liberdade, enquanto crianças famintas morrem
Você fica surdo quando ouve a chamada da estação?
Você estava lá para ver a terra ser chamuscada?
Você estava ao lado da tocha espectral?
Saiba que as folhas da tristeza viraram suas faces
Espalhadas pelas cinzas da desgraça
Todas as lâminas estão afiadas; as flechas voam
Nós somos as vítimas da sua mentira violenta
Aonde as lâminas de aço e as flechas chovem
E então não haverá mais tristeza
Não haverá mais dor

Composição: Greg Lake / Keith Emerson
Revisões por 5 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Emerson Lake And Palmer

Ver todas as músicas de Emerson Lake And Palmer