Mulata Assanhada

Elza Soares

Ô, mulata assanhada
Que passa com graça
Fazendo pirraça
Fingindo inocente
Tirando o sossego da gente

Ô, mulata se eu pudesse
E se meu dinheiro desse
Eu te comprava sem pensar
Essa terra, este céu, este mar
E ela finge que não sabe
Que tem feitiço no olhar

Ô, mulata assanhada

Ai, meu Deus, que bom seria
Se voltasse a escravidão
Eu comprava essa mulata
Prendia no meu coração
E depois a pretoria
É quem resolvia a questão

Ô, mulata assanhada

Composição: Ataulfo Alves
Enviada por Ivisson. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog